A Vale (VALE3) reportou lucro líquido de 995 milhões de dólares no segundo trimestre, ante um prejuízo de 133 milhões de dólares em igual período do ano passado.

A empresa também registrou crescimento de 8,8% na geração de caixa medida pelo Ebitda ajustado (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) para 3,37 bilhões de dólares.

Esse resultado reflete principalmente os maiores preços realizados do minério de ferro, “refletindo a demanda saudável vinda da China”.

O balanço da companhia foi liberado nesta quarta-feira (30).

Vale (VALE3): lucro líquido de US$ 995 mi no 2º tri e política de dividendos
Logo da Vale em escritório da empresa no Rio de Janeiro 07/08/2017 REUTERS/Ricardo Moraes

VALE3: Juros sobre Capital Próprio

A companhia aprovou pagamento de juros sobre capital próprio (JCP) deliberados em 19 de dezembro de 2019, de aproximadamente R$ 1,41 por ação.

Também ontem a mineradora anunciou a retomada da política de dividendos.

A Vale aproveita a estabilidade de sua dívida líquida expandida (incluindo compromissos relevantes), que somou 15,3 bilhões de dólares em 30 de junho de 2020.

Isso porque 70% dos vencimentos são após 2024.

VALE3: minério de ferro

De acordo com a empresa, o preço realizado CFR/FOB do minério de ferro da companhia totalizou 88,9 dólares por tonelada no segundo trimestre, um aumento de 5,1 dólares ante o primeiro trimestre.

Essa melhora da economia chinesa, maior importadora do produto da Vale, resultou em um consumo da commodity em “níveis recordes” no período na China, destacou a Vale.

Já o frete marítimo do produto caiu 3,6 dólares/tonelada, totalizando 13,5 dólares/t no segundo trimestre, também beneficiando os resultados.

Veja a VALE3 na Bolsa:

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: