Luiz Fernando Roxo é Gestor, Professor, Especialista no mercado financeiro, Escritor, Sócio Fundador da ZenEconomics e Economista. Além disso, Luiz desenvolveu um sistema que faz as contas e calcula quanto tempo e quanto de dinheiro é necessário para se alcançar a independência financeira.

Pensando nisso, como muitos brasileiros ainda se perguntam como viver de renda, como ter uma aposentadoria tranquila, principalmente atualmente, onde a Reforma da Previdência preocupa grande parte da população, por isso, o Canal 1Bilhão Educação Financeira convidou Roxo para uma série de três vídeos, para falar sobre as melhores ações de 2020, quais as recomendações mais famosas dos analistas e claro, sobre liberdade financeira e como conquistar a tão sonhada liberdade financeira.

No último vídeo com o Financista Fabrizio Gueratto, Canal 1Bilhão Educação Financeira, Roxo contou o motivo de grande parte dos analistas do mercado financeiro recomendarem três importantes ações, sendo elas Petrobras, Vale e Itaúsa. “Roxo, eu quero saber se realmente faz sentido ter esses papéis na carteira, se tem risco, o que pode acontecer e quais os principais fatores de risco e oportunidade”, questiona Fabrizio Gueratto.

“Na minha carteira, eu tenho mais de 20% em Itaúsa, portanto, eu tenho a minha pele em risco no Itaú. Por mais que a gente goste de ser disruptivo, acreditando que estamos no meio de uma revolução cognitiva, que está, neste momento, acontecendo uma revolução digital, por isso, os bancos tiveram que passar por tudo e não foi fácil, nos últimos 20 anos, por exemplo, eles tiveram que se reinventar diversas vezes. Contudo, a Itaúsa é uma empresa muito bem gerida, onde ela também diversificou muito o seu mix de receita, então quem acha que banco só ganha dinheiro com juros do cheque especial, não tem nem ideia da operação e das fontes de receita de um grande banco. Além disso, a marca Itaú é uma marca de solidez, qualquer sabe o que é o Itaú, diferente do Banco Inter, por exemplo”, diz Luiz Fernando Roxo quando questionado sobre o motivo de ter cerca de 20% da sua carteira em Itaúsa.

Quando o Financista do Canal 1Bilhão Educação Financeira pergunta para Roxo sobre Vale, o Economista explica não tem Vale. “Mas, a gente acaba trabalhando com Vale, principalmente por conta das opções. Hoje, a Vale está passando por grandes mudanças após o acidente, tanto que estão obsessivos por risco. O atual presidente sempre diz que grande parte dos presidentes de diversas empresas sempre dizem que são presidentes por acidente, mas que ele é presidente por conta do acidente. Portanto, muito deste temor está latente no mercado financeiro, o que faz com que isso esteja bem estampado, fazendo com que a empresa perca valor também”, explica o Economista e Fundador da ZenEconomics.

Já quando entra em Petrobras, Gueratto explica que entrou muita gente na empresa após a Lava Jato, tendo agora uma nova gestão também. “Faz sentindo sim ter Petrobras, inclusive temos um pouco na carteira. Faz sentindo pela empresa, que de fato vem sofrendo alterações, além de ser um monopólio, sem concorrência, o que facilita também’, diz Luiz Fernando Roxo, ao explicar o motivo de tantos analistas, na verdade, a grande maioria, recomendar Petrobras. 

Leia também: “Por que o BERNARDINHO (ex-técnico) INVESTE em DYNAMO, BODYTECH e AÇÕES mas NÃO em BITCOIN (BTC)?

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: