A gestora de programas de cupons de desconto e cashback Méliuz planeja levantar até 880,4 milhões de reais em uma oferta pública inicial (IPO), de acordo com documento publicado nesta quinta-feira.

A empresa, que conta com os fundos Monashees, Lumia Capital e Endeavor Catalyst como investidores, e o investidor anjo Fabrice Grinda, definiu a faixa de preço entre R$ 10 e R$ 12,50. O preço será definido em 3 de novembro.

Tanto a empresa quanto alguns de seus acionistas venderão 52.173.913 ações na oferta, mas isso pode aumentar para 70.434.782, incluindo lotes extras.

O IPO será coordenado por Itaú BBA, Bradesco BBI, BTG Pactual e XP.

Mosaico Ventures contrata bancos para IPO

Sendas Distribuidora

A Sendas Distribuidora pediu registro de companhia aberta, segundo dados disponibilizados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nesta quinta-feira. A Sendas reúne as operações do Assaí, braço de atacarejo do GPA.

O protocolo não veio acompanhado de pedido de aval para realizar uma oferta pública de distribuição, o que indica que a empresa não pretende no momento emitir ações ou debêntures, embora a requisição para registro de companhia ‘Categoria A’ a habilite para ter tais papéis no mercado.

O pedido acontece um mês após o GPA ter anunciado o início de estudos para cisão do Assaí e posterior listagem da companhia na B3 e na bolsa de Nova York, argumentando que pretende liberar potencial dos negócios de cash & carry e do varejo tradicional da congloemrado, permitindo que operem de forma autônoma, e foquem nos seus respectivos modelos de negócios.

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: