A Paschoalotto pediu registro para uma oferta inicial de ações (IPO), com a empresa especializada em recuperação de crédito buscando recursos para financiar planos de expansão, de olho no mercado de dívidas em atraso, que deve explodir no Brasil na esteira dos efeitos da pandemia da Covid-19.

No prospecto preliminar da operação protolocado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a companhia com sede em Bauru, interior paulista, afirma que pretende usar os recursos com a venda de ações novas para investir em crescimento orgânico e para adquirir rivais.

Mosaico Ventures contrata bancos para IPO

A transação

A transação também servirá para que atuais sócios da empresa criada em 2003 vendam participação no negócio, incluindo um fundo da Gávea Investimentos, que investiu na companhia em 2015.

A Paschoalotto teve receita líquida de 418,3 milhões de reais nos primeiros nove meses de 2020, alta de 28% ante mesma etapa do ano passada. O lucro ficou praticamente estável nos mesmos períodos de comparação, a 27,5 milhões de reais, com margem Ebitda de 23,4%.

Se concluir seu plano, a Paschoalotto será a primeira com atuação específica no setor a ser listada na bolsa paulista.

Grupo Fartura de Hortifruti

O dono da rede de lojas Oba, Grupo Fartura de Hortifruti, protocolou nesta quarta-feira (21) na Comissão de Valores Mobiliares (CVM), o prospecto preliminar para a realização de uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla inglês).

De acordo com o prospecto, a oferta da dona da rede Oba será primária, o que significa que os recursos vão para o caixa da empresa, e secundária, quando os acionistas atuais vendem parte de suas fatias.

Oferta primária

Além disso, a empresa informou que deve utilizar os recursos da oferta primária para abertura de lojas, investimento nos canais digitais e investimento na cadeia de logística. Seus principais acionistas são:

Rede Oba

Fundada em 1979, atualmente com operação em 56 lojas distribuídas em 14 cidades, dois estados e Distrito Federal, nas regiões Sudeste e Centro-Oeste do Brasil.

Além dos dois centros de distribuição, conta também com um frigorífico próprio, que entregou uma produção média de 424 toneladas por mês de janeiro a setembro.

Nos nove primeiros meses deste ano, teve receita líquida de vendas de R$ 1,274 bilhão, com alta de 31,4% sobre igual período do ano passado. O lucro líquido foi de R$ 43,250 milhões, com alta de 66,8%.

IPO

Além do IPO da rede Oba, a controladora da Tok&Stok, a Estok e a Paschoalotto Serviços Financeiros também solicitaram à Comissão de Valores Mobiliares (CVM) o registro para a oferta inicial de ações (IPO, na sigla inglês).

A Estok solicitou à Bolsa de Valores de São Paulo (B3) a adesão ao segmento de listagem do Novo Mercado e as ações ordinárias vão ser negociadas sob o código “STOK3″. Os coordenadores da oferta serão o Bank Of America (BofA), Credit Suisse, Bradesco BBI, Santander e a UBS BB.

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: