Com o inverno do hemisfério norte se aproximando rapidamente, profissionais de tecnologia do Reino Unido têm aproveitado a oportunidade para se mudar para países mais quentes.

Isso porque a pandemia do novo coronavírus resultou em um aumento significativo no número de pessoas que trabalham em casa (home office).

Muitas pessoas podem fazer seu trabalho em qualquer lugar do mundo, desde que tenham um computador e uma conexão de Internet confiável.

Segundo a CNBC, nem todos suportam os invernos na Grã-Bretanha, considerados como longos, escuros e frios.

Ao site, Tamara Evans, gerente de contas da empresa de software Tyk, com sede em Londres, disse que pretende passar algum tempo na Itália, Portugal e um terceiro país a ser decidido entre janeiro e março.

Após conversas com colegas que já deixaram a Grã-Bretanha, Evans planeja ficar em Airbnbs e se mudar a cada quatro semanas ou mais.

″É algo que sempre quis fazer desde que entrei, há dois anos”, disse ela.

Trabalhadores de tecnologia britânicos estão se mudando para países mais quentes

Sul da França

Enquanto isso, seu colega Greg Delhon, um product owner da Tyk, pretende passar algum tempo no sul da França.

“Estou prevendo um mês, talvez mais”, disse ele. “Não tenho nenhum motivo específico para ficar no Reino Unido, especialmente no inverno, e é ótimo que o negócio me permita a flexibilidade de passar o tempo que eu quiser no exterior.”

Tyk tem uma política de trabalho remoto flexível em que a equipe pode trabalhar de onde quiser, quando quiser. Atualmente tem pouco menos de 80 funcionários em 26 países.

Sessões matinais de praia

Uma gerente de desenvolvimento de negócios que trabalha para um provedor de software em Londres disse que se mudou para a ilha grega de Creta na primeira semana de setembro.

A mulher, que não tinha certeza se seu chefe aprovaria que ela falasse publicamente sobre seu local remoto de trabalho, pretende passar alguns meses lá “trabalhando em tempo integral e se mudando para diferentes partes da ilha”.

Ela trabalha das 11h às 19h, horário grego, o que significa que pode passar a manhã na praia quando quiser. A cada semana, mais ou menos, ela disse que mudará para uma nova Airbnb ou para um aluguel de curto prazo.

Sua empresa ficou feliz por ela partir da premissa de que sua produção de trabalho não diminuiu e ela finalmente voltou. “Contanto que o trabalho seja feito, está tudo bem”, disse ela.

Dada a própria natureza de seu trabalho, as empresas de tecnologia geralmente podem abraçar o trabalho remoto com muito mais facilidade do que as empresas de outros setores.

https://www.youtube.com/watch?v=rg9Vsukw5V8&t=563s
Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: