A JSL (JSLG3), do grupo Simpar, informou nesta terça-feira (29) que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a aquisição da transportadora Fadel Holding sem restrições.

A JSL terá 75% da Fadel e o fundador da empresa, Ramon Alcaraz, ficará com os 25% restantes.

“O modelo de gestão da Fadel e sinergia da base de clientes trará uma grande oportunidade de desenvolvimento das operações no segmento de distribuição urbana”, afirmou a JSL em comunicado.

JSLG3: a Fadel

A Fadel afirma ser uma das principais empresas de distribuição urbana no Brasil, “com 1.600 ativos operacionais, 25 filiais no Brasil e 4 unidades no Paraguai, atuando nos setores de bebidas, alimentos, bens de consumo e e-commerce”, disse a JSL.

A companhia possui como principais clientes Ambev, Cervepar, Unilever, Souza Cruz, B2W e Pepsico.

Hidracor e Arco-Íris Tintas celebram acordo após concluírem operação sem aval do Cade

Setor de transportes

Uma pesquisa feita com grandes empresas do setor de transportes mostrou que há otimismo de recuperação, porém, ainda há muitos desafios fiscais a serem superados.

Isso porque indicadores econômicos sugerem que o Brasil está deixando para trás a fase anterior do Covid-19, mas terá que lidar com desafios fiscais.

Pela primeira vez em três meses, como perdas de empregos no setor de transportes, fortemente impactadas por medidas de distanciamento social, não aumentaram.

Algumas empresas até cortaram menos empregos, de acordo com pesquisa apresentada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT).

A pesquisa apurou que 35,9% dos entrevistados obtêm uma recuperação das receitas em 2021.

“Os resultados desta pesquisa mostram que as empresas de transporte estão comprometidas com a retomada da atividade econômica no país, mesmo indicando uma eventual recuperação de parte dos empregos perdidos durante uma pandemia”, disse o presidente da CNT, Vander Costa, durante a apresentação do estudo.

Veja JSLG3 na Bolsa:

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: