A BRF (BRFS3) obteve lucro líquido de R$ 307 milhões no segundo trimestre de 2020, queda de 5,5% em relação a igual período do ano anterior.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado caiu 33,3%, para R$ 1,031 bilhão.

Conforme o balanço, a companhia conseguiu manter os volumes de produção estáveis em 1,083 milhão de toneladas, mas o custo dos produtos vendidos – que geralmente se refere aos custos de fabricação de um produto – subiu 14,1% em relação ao ano anterior.

O balanço da companhia foi divulgado nesta quinta-feira (13).

CEO da BRF, Lorival Luz.

BRFS3: receita de exportação

No trimestre, a receita líquida de exportações diretas totalizou R$ 962 milhões, uma queda de 23,2% em relação ao ano anterior. Já a receita líquida consolidada cresceu 9,2%, para R$ 9,1 bilhões no período, visto que conseguiu aumentar em 10% o preço médio de todos os produtos vendidos no último trimestre.

Veja BRFS3 na Bolsa:

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: