Após 10 dias completos da ampliação do horário de atendimento dos shoppings centers na grande São Paulo, levantamento da ALSHOP (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping), aponta que o fluxo de clientes cresceu 20%.

Atualmente os empreendimentos trabalham com atendimento de oito horas diárias. O horário é de livre escolha dos centros de compra, mas geralmente o funcionamento é das 12h às 20h. Serviços de entretenimento como cinemas, teatro e playground seguem fechados.

“Esse tempo de fechamento levou mais de 120 mil empregos e cerca de R$ 70 bilhões em prejuízos para o setor. Essa recuperação tem sido mais rápida do que esperávamos, mas sabemos que não será um ano positivo.”, diz Nabil Sahyoun, presidente da ALSHOP.

Após 10 dias de ampliação, movimento em shoppings cresce 20%, mostra pesquisa

Reabertura mais ampla

Agora a ALSHOP e outras entidades do comércio esperam uma reabertura mais ampla no horário de funcionamento normal, especialmente em São Paulo, onde os dados de contágio e uso de UTI’s apontam números bastante confortaveis.

“Implantamos 20 protocolos rígidos que são seguidos à risca nos shoppings e não tivemos nenhum problema. Defendemos o trabalho durante as 12 horas previstas e, mesmo com distanciamento social, a retomada dos serviços de entretenimento que são parte importante dos shoppings.”, completa Sahyoun.

Promoções e descontos

Como forma de incentivar o consumo na retomada consciente do comércio a ALSHOP é uma das apoiadoras da Semana do Brasil, que será realizada de 03 a 13 de setembro.

Os lojistas preparam ações de desconto que podem ajudar o comércio nesta fase de recuperação.

Outra medida de incentivo ao comércio é a criação do Instituto Unidos Pelo Brasil, que lançou uma ampla campanha de mídia para a retomada das atividades econômicas de forma consciente.

O Unidos Pelo Brasil já conta com apoio de 60 grandes empresários e 30 entidades multissetoriais, entre elas a ALSHOP.

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: