Hoje é comum cada vez mais existirem propagandas sobre as empresas que trabalham como casa de análise para o mercado financeiro, ou seja, são empresas que fazem publicações quase que exclusivamente sobre investimentos e mercado financeiro, dando dicas e sugestões de onde entrar, o que comprar e quando vender, entre muitas outras coisas.

As casas de análises tornaram-se ainda mais populares após o aparecimento de diversas publicidades da casa de análises Empiricus, que por muito tempo focou em propagandas polêmicas, como a da Bettina Rudolph, por exemplo.

O anúncio da casa de análises Empiricus com Bettina Rudolph movimentou a internet durante 2019, fazendo com que muitos investidores, principalmente iniciantes, passassem a assinar relatórios de diversas casas de análises espalhadas pelo Brasil.

O que é uma Casa de análises?

Para entender melhor sobre o que é uma casa de análises, o que faz e como escolher a melhor, o que levar em conta na hora de realizar uma assinatura de determinado relatório, qual o relatório mais atende as necessidades, Fabrizio Gueratto, Financista do Canal 1Bilhão Educação Financeira, explicou passo a passo para escolher a melhor casa de análise, além do que é necessário se atentar.

“Hoje existem diversas empresas que oferecem esse tipo de serviço. Como por exemplo: Nord Research, Empiricus Research, Suno Research, Eleven Financial, Levante Ideias de Investimentos, entre muitas outras”, comenta o Financista do Canal 1Bilhão Educação Financeira, Fabrizio Gueratto.

Gueratto explica que as casas de análises podem ser compreendidas como editoras, por exemplo, só que muito mais segmentadas. “As casas de análises fazem publicações, como uma revista, só que elas contêm assuntos muito específicos. Além disso, hoje as casas de análises estão cada vez melhores, contratando pessoas excelentes do mercado financeiro, de diversos bancos e gestoras”, diz Fabrizio.  

Escolhendo uma Casa de análise:

Mas antes de escolher uma casa de análise é necessário ter um objetivo claro em mente, sobre quanto se pode investir por mês, se deve entrar na renda fixa, variável, fundos, entre muitos outros produtos financeiros.

“É necessário o investidor ter em mente se quer investir via fundos ou comprar ações diretamente. Pois se uma pessoa investe em um fundo já ocorre o pagamento de uma taxa para um gestor, você terceiriza este serviço. Ou seja, neste caso acaba não fazendo sentido pagar também por um relatório de uma casa de análises sendo que não será possível colocar em prática”, explica.

Além disso, Gueratto alerta também sobre o preço dos relatórios e o quanto aquilo pode impactar sobre o montante que será investido. “Por exemplo, se uma pessoa tem R$ 1 mil para investir todos os meses e um relatório custa R$ 30, isso significa que 3% do valor está indo para a casa de análises e não para o investimento de fato. Mas, se estes 3% estão sendo revertidos para conhecimento, ou seja, os relatórios de fato estão sendo usado para se estudar, aí sim vale a pena, pois isso acaba sendo um investimento também, um investimento no conhecimento. Ou seja, é necessário escolher muito bem o relatório, juntamente com a casa de análises, para ver se este valor não está comprometendo o montante que deveria estar sendo investido”, diz o Financista do Canal 1Bilhão Educação Financeira.

Já no caso dos traders, ou seja, investidores da Bolsa de Valores que compram e vendem ações no mesmo dia ou em um curto espaço de tempo, as casas de análises podem acabar não sendo eficazes.

“As casas de análises não publicam em tempo real. Ou seja, eles não vão soltar relatórios várias vezes por dia dizendo para comprar ou vender determinada ação muito rapidamente. Portanto, neste caso, acaba não sendo tão vantajoso por não ser possível corresponder essas necessidades dessas pessoas que compram e vendem ações a curto prazo”, explica o Financista do Canal 1Bilhão Educação Financeira.

Leia também: “IPO C&A é melhor que Renner e Riachuelo?

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: