<

É impossível falar de bancos e contas digitais sem falarmos do Nubank e sua Nuconta. Apesar de não serem os pioneiros, como o Banco Original, a marca roxinha conseguiu se consolidar como inovadora e aquela que consegue atende com perfeição os seus clientes. A sua fama não é a toa.

Sua central 24h permite que uma pessoa tire uma dúvida até mesmo de madrugada e os atendentes são muito bem treinados. Porém, é sempre lembrar que o Nubank, apesar do nome, não é um banco.

Nubank: Conta de pagamentos

É uma instituição de pagamentos, ou seja, o Banco Central faz muito menos exigências regulatórias, entretanto, poucos produtos de investimentos podem ser oferecidos. Na prática, o Nubank foi criado para ser uma instituição financeira simples e que resolva o dia a dia das pessoas, como pagar uma conta e fazer uma ted.

Para rentabilizar o dinheiro que fica parado na Nuconta, o Banco Central autoriza que estes recursos sejam investidos em títulos públicos federais (tesouro direto) e o que resulta em uma remuneração de 100% do CDI (4,9%).

Para quem tem medo e busca proteção do FGC (Fundo Garantidor de Crédito) o Nubank possui também a opção de RDB, que na verdade é um título emitido pela Nu Financeira e distribuído pela Nu Pagamentos (Nubank). Este também paga 100% do CDI.

Como grande parte dos brasileiros só conhecia a poupança, descobrir que existe algo melhor foi revolucionário. Porém, as pessoas ficaram acomodadas que não entenderam ainda que quando a taxa Selic cai, o CDI também cai, ou seja, a rentabilidade vai ficando cada vez menor. “Poupança ou deixar todo o dinheiro investido na Nuconta significa que o investidor é preguiçoso e não quer aprender sobre finanças pessoais. Prefere ficar acomodado e ter a sensação de que está ganhando, afinal, descobriu algo melhor que a poupança”, explica o Financista Fabrizio Gueratto.

O Financista explica porque não deixa o dinheiro na Nuconta do Nubank

Devo usar Nubank?

1 – Conta de Pagamentos

Uma conta de pagamentos, como o próprio nome diz, foi criada para realizar pagamentos e pequenas transações do dia a dia. Resolve a vida de muitos brasileiros que não precisam de uma infinidade de recursos que, por exemplo, um grande banco possui. É como comprar uma bicicleta e querer usá-la para viajar. Até é possível, mas ela não foi feita para isso.

2 – Diversificação

É unânime para qualquer profissional de mercado financeiro de que a diversificação é necessária para reduzir o risco e aumentar as chances de lucro. Deixar todo o dinheiro em um único ativo é um erro grosseiro e burro. Hoje, a Nuconta oferece apenas dois investimentos bem básicos de renda fixa.

3 – Liquidez diária

Todo investimento que pode ser resgatado a qualquer momento apresentará uma baixa rentabilidade. O motivo é muito simples. Investimento de renda fixa basicamente é você emprestar dinheiro para “alguém”.

Se o investidor compra um CDB, por exemplo, que é emprestar dinheiro para um banco, mas a qualquer momento ele pode pedir aquele dinheiro de volta, logicamente esta instituição financeira ficará muito mais limitada sobre o que fará com este dinheiro, pois ela precisa ter os recursos para devolver a qualquer tempo.

Por isso a nunconta, ou investimentos com liquidez diária só podem ser usados para a reserva de emergência e nada mais.

4 – Renda variável

Com a taxa Selic em queda, o brasileiro está começando a entender que será obrigado a investir parte dos recursos em renda variável. A Nuconta do Nubank simplesmente não oferece este tipo de investimento, ou seja, não é possível investir em ativos com alta expectativa de retorno.

5 – Hedge

Por mais otimista que um investidor seja, ele precisa entender que “cisnes negros”, ou seja, eventos raros e improváveis acontecem, como por exemplo, os EUA brigando com seu maior parceiro comercial ou dois aviões se chocando contra edifícios americanos.

Para se precaver disso todo o investidor deve ter hedge, que nada mais é que um seguro para os investimentos. Por exemplo, por mais que todos acreditem que a bolsa de valores brasileira irá se valorizar muito nos próximos anos, algo contrário, como um impeachment pode acontecer e isso muda todo o cenário.

Por isso, ter investimentos em fundos que aplicam em dólar e ouro são importantes como forma de se precaver contra estes acontecimentos. Enquanto a bolsa se desvalorizaria, provavelmente a moeda americana apresentaria grande valorização e consequentemente os fundos cambiais, também.

Leia também: “MELHOR CONTA DIGITAL para 2020 pelo RECLAME AQUI – NUBANK, INTER, PAGBANK ou BANCO ORIGINAL?”

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: