TIM (TIMS3) espera para o fim de março conclusão da escolha do sócio na FiberCo

A TIM Brasil espera concluir entre o fim deste mês e o início do próximo a escolha de seu sócio na FiberCo Soluções de Infraestrutura, empresa criada a partir da segregação de ativos de fibra óptica da operadora.

De acordo com o Valor Econômico, o novo sócio na FiberCo teria mais de 50% de participação no capital da empresa. A TIM assinou na quarta-feira acordo de exclusividade para negociações com a provedora de infraestrutura de telecomunicações IHS. O acordo tem duração de três semanas, podendo ser prorrogado por mais duas.

TIM (TIMP3): lucro 24% menor no 2º tri levará a reorganização societária
TIM (TIMP3): lucro 24% menor no 2º tri levará a reorganização societária

TIM: 4 propostas

Ainda de acordo com o jornal, o diretor financeiro e de relações com investidores Adrian Calaza informou que a operadora recebeu quatro propostas pela FiberCo, cujo foco será a prestação de serviços banda larga fixa por meio de infraestrutura de fibra óptica residencial.

Não fazem parte da nova empresa as redes de backbone e backhaul. Backbone são redes usadas pelas operadoras para fornecer acesso à internet a redes menores. Já o backhaul são as ramificações do backbone que fornecem acesso às redes menores.

“Essa fibra [óptica] do backbone e do backhaul presta serviços não só para o [negócio] fixo mas sobretudo também para a [telefonia] móvel. Sendo que esse processo que estamos levando à frente é mais orientado ao serviço fixo de ultrabanda larga. O que estamos colocando dentro da FiberCo, que já foi criada, é especificamente a rede secundária […], dedicada totalmente ao negócio fixo de ultrabanda larga”, explicou Calaza ao Valor.

O executivo

O executivo se refere à fibra que conecta a caixa onde estão instaladas as placas eletrônicas, fora do domicílio do assinante, ao modem. Trata-se, portanto, da infraestrutura de “última milha”, trecho final até a casa do cliente.

O modem, frisa Calaza, continua a ser de propriedade da TIM. “O modem, no final, é [uma parte] muito sensível do relacionamento com o cliente”, justificou. Problemas no dispositivo podem interferir na qualidade do serviço prestado ao cliente final, acrescentou ele.

Veja TIMS3 na Bolsa:

  • Só clique aqui se já for investidor

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Leia mais