TIM (TIMS3) informa acordo de exclusividade com a IHS Brasil para venda da FiberCo

A TIM (TIMS3) celebrou ontem um acordo de exclusividade, vigente até 24 de março, com a IHS Brasil para negociação dos termos e condições para venda de participação na FiberCo, de prestação de serviços de infraestrutura de fibra ótica residencial.

De acordo com a empresa, a IHS é uma grande e diversificada provedora de infraestrutura de telecomunicações, focada em mercados emergentes e atuação em nove países da África, Oriente Médio e América Latina.

A FiberCo permitirá à TIM alcançar o crescimento esperado no mercado de fibra brasileiro nos próximos anos, aproveitando a abordagem de rede aberta e um modelo operacional focado.

Ontem, os papéis da TIM foram negociados a R$ 12,86, com queda acumulada de 8,6% nos últimos trinta dias e de 20,8% nas últimas 52 semanas.

TIM (TIMP3): lucro 24% menor no 2º tri levará a reorganização societária
TIM (TIMP3): lucro 24% menor no 2º tri levará a reorganização societária

TIM Itália

Na última terça-feira (2) a Telecom Italia – controladora da TIM (TIMS3) no Brasil – passou a fazer parte da “Nasdaq Sustainable Bond Network”, uma plataforma de financiamento sustentável.

Ao fazer parte da plataforma, a companhia poderá atrair investidores internacionais que procuram empresas que zelam pelos princípios de governança ambiental, social e corporativa (ESG).

“Com a participação na rede Nasdaq, a TIM confirma seu compromisso com um futuro mais sustentável”, disse a empresa em comunicado.

Além da Telecom Italia, já participavam do grupo seleto investidores, bancos de investimentos e organizações especializadas.

TIM Brasil

No Brasil, a TIM permanece há 13 anos seguidos no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), da Bolsa de Valores (B3).

Em janeiro, a TIM foi selecionada para compor a carteira do Índice Carbono Eficiente da B3 (ICO2 B3), que tem vigência até 30 de abril de 2021.

Recentemente, a empresa também criou um comitê de ESG e tem estipulado metas de longo prazo pensando em aspectos ambientais, sociais e de governança corporativa.

“A pandemia impulsionou a importância do termo ESG, principalmente no mercado financeiro, mas a TIM já tem uma atuação focadas nessas premissas há muito tempo. Temos uma gerência com atuação transversal nesse tema há cerca de dois anos, por exemplo. A criação do comitê é um marco muito significativo e o resultado do amadurecimento de uma área que soube se tornar estratégica e que terá sempre grande relevância na agenda corporativa”, explica o vice-presidente de assuntos regulatórios e institucionais da TIM, Mario Girasole.

Além da causa ambiental, a operadora tem se destacado no programa de diversidade e inclusão.

Veja TIMS3 na Bolsa:

  • Só clique aqui se já for investidor

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais