TIM (TIMS3) informa acordo de exclusividade com a IHS Brasil para venda da FiberCo

A TIM (TIMS3) celebrou ontem um acordo de exclusividade, vigente até 24 de março, com a IHS Brasil para negociação dos termos e condições para venda de participação na FiberCo, de prestação de serviços de infraestrutura de fibra ótica residencial.

De acordo com a empresa, a IHS é uma grande e diversificada provedora de infraestrutura de telecomunicações, focada em mercados emergentes e atuação em nove países da África, Oriente Médio e América Latina.

A FiberCo permitirá à TIM alcançar o crescimento esperado no mercado de fibra brasileiro nos próximos anos, aproveitando a abordagem de rede aberta e um modelo operacional focado.

Ontem, os papéis da TIM foram negociados a R$ 12,86, com queda acumulada de 8,6% nos últimos trinta dias e de 20,8% nas últimas 52 semanas.

TIM (TIMP3): lucro 24% menor no 2º tri levará a reorganização societária
TIM (TIMP3): lucro 24% menor no 2º tri levará a reorganização societária

TIM Itália

Na última terça-feira (2) a Telecom Italia – controladora da TIM (TIMS3) no Brasil – passou a fazer parte da “Nasdaq Sustainable Bond Network”, uma plataforma de financiamento sustentável.

Ao fazer parte da plataforma, a companhia poderá atrair investidores internacionais que procuram empresas que zelam pelos princípios de governança ambiental, social e corporativa (ESG).

“Com a participação na rede Nasdaq, a TIM confirma seu compromisso com um futuro mais sustentável”, disse a empresa em comunicado.

Além da Telecom Italia, já participavam do grupo seleto investidores, bancos de investimentos e organizações especializadas.

TIM Brasil

No Brasil, a TIM permanece há 13 anos seguidos no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), da Bolsa de Valores (B3).

Em janeiro, a TIM foi selecionada para compor a carteira do Índice Carbono Eficiente da B3 (ICO2 B3), que tem vigência até 30 de abril de 2021.

Recentemente, a empresa também criou um comitê de ESG e tem estipulado metas de longo prazo pensando em aspectos ambientais, sociais e de governança corporativa.

“A pandemia impulsionou a importância do termo ESG, principalmente no mercado financeiro, mas a TIM já tem uma atuação focadas nessas premissas há muito tempo. Temos uma gerência com atuação transversal nesse tema há cerca de dois anos, por exemplo. A criação do comitê é um marco muito significativo e o resultado do amadurecimento de uma área que soube se tornar estratégica e que terá sempre grande relevância na agenda corporativa”, explica o vice-presidente de assuntos regulatórios e institucionais da TIM, Mario Girasole.

Além da causa ambiental, a operadora tem se destacado no programa de diversidade e inclusão.

Veja TIMS3 na Bolsa:

  • Só clique aqui se já for investidor

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Leia mais