A Taurus (TASA4) anunciou nesta quinta-feira (10) que iniciou a fabricação de carregadores de armas leves em joint-venture em Guarulhos (SP) e que pretende transferir essa produção para o complexo da companhia em São Leopoldo (RS) em 2021.

“Com o início da produção na joint venture vai tornar a Taurus autossuficiente na produção de carregadores, mercado atualmente dominado por poucos fornecedores estrangeiros”, afirmou a companhia em fato relevante.

Taurus Armas

A empresa

Segundo a Reuters, a empresa afirmou também que a produção própria trará “forte redução” de custos. “A companhia estima que entre resultados operacionais e redução de custo o projeto poderá gerar mais de R$ 100 milhões nos próximos 5 anos.”

A joint venture terá capacidade instalada de 7,4 milhões de carregadores por ano até o final de 2022 e sua ampliação poderá ser antecipada, dependendo de sua atuação no mercado de reposição, afirmou a Taurus. A demanda anual da companhia é de aproximadamente 5 milhões de carregadores.

O anúncio

O anúncio vem um dia depois da Câmara de Comércio Exterior (Camex) zerar imposto de importação de revólveres e pistolas, medida que entra em vigor em 1º de janeiro de 2021.

Taurus Armas

A Taurus Armas S.A. é uma fabricante de armas de fogo brasileira sediada na cidade de em São Leopoldo, no estado do Rio Grande do Sul, Brasil.

Alíquota

A Taurus, maior fabricante de armas do Brasil, afirmou em nota que vai priorizar investimentos fora do Brasil após decisão do governo do presidente Jair Bolsonaro de zerar a alíquota de importação de pistolas e revólveres a partir de janeiro de 2021.

Na nota (íntegra – 174KB), a empresa afirma que a medida vai levar brasileiros a importarem armas fabricadas pela empresa no exterior em vez de adquiri-las no país. A Taurus diz que a medida irá atingir a criação de empregos e a arrecadação de impostos no Brasil.

Veja TASA4 na Bolsa:

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: