A empresa de painéis de publicidade Eletromidia pediu nesta quinta-feira (10) o registro para uma oferta inicial de ações (IPO), uma vez que buscará recursos para expansão orgânica e via aquisições.

Segundo a Reuters, a companhia detentora de 54 mil painéis tanto digitais como estáticos expostos em locais como elevadores, metrô, shopping centers e aeroportos, terá a oferta coordenada por Morgan Stanley, Itaú BBA, Bradesco BBI, Santander e UBS-BB.

IPO

A empresa

A empresa fundada em 1993, com sede em São Paulo, e que se apresenta como a maior do setor no país, vem há cinco anos se expandindo via aquisições. Em janeiro passado comprou a rival Elemidia.

Ainda assim, a companhia teve Ebitda negativo de R$ 14,5 milhões nos primeiros nove meses deste ano, ante número positivo de R$ 31,5 milhões em igual etapa de 2019, refletindo a retração econômica pelos efeitos da pandemia da Covid-19.

Prospecto

A Eletromidia explica no prospecto preliminar do IPO que pretende usar os recursos da oferta primária para executar seu plano de expansão, investir em tecnologia, fazer “aquisições oportunísticas” e obter novas concessões.

Em termos orgânicos, a empresa estima que haja um conjunto de concessões públicas e privadas para os próximos cinco anos com um potencial de receita adicional de R$ 750 milhões, com foco nos segmentos de aeroportos e ruas.

Os fundos Vesuvius LBO e Olonk serão vendedores na oferta secundária de ações.

IPO

Oferta pública inicial é um tipo de oferta pública em que as ações de uma empresa são vendidas ao público em geral numa bolsa de valores pela primeira vez. É o processo pelo qual uma empresa se torna numa empresa de capital aberto.

https://youtu.be/w_B42Di3moU
Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: