A Petrobras (PETR4) reiterou que um acordo anterior da companhia com a Sete Brasil depende do cumprimento de condições precedentes e acrescentou que sua diretoria aprovou uma segunda alteração da data limite para essa implementação, de acordo com comunicado nesta segunda-feira.

Segundo a Reuters, o acordo com a empresa de sondas Sete Brasil, na qual a Petrobras tem participação societária, prevê manutenção de alguns contratos com a fornecedora e a saída da estatal do quadro de acionistas, e foi anunciado originalmente em dezembro de 2019.

O prazo inicial para cumprimento dessas condições precedentes era 30 de junho deste ano, mas a data já havia sido postergada antes para até 30 de setembro.

Agora, a Petrobras disse, sobre a Sete Brasil, que “a eficácia do acordo e dos demais contratos dependerá do atendimento de condições que deverão ocorrer até 14 de novembro de 2020”.

A estatal não detalhou que condições são essas.

Petrobras (PETR4) inicia a venda de unidade de fertilizante no Paraná

À Venda

A Petrobras começou a etapa de divulgação da oportunidade referente à venda da totalidade de suas participações nas concessões dos campos de Albacora e Albacora Leste, que ficam nas águas profundas na Bacia de Campos, no Norte Fluminense.

Segundo a estatal, a operação está alinhada à estratégia de otimização de portfólio e melhoria de alocação do capital da companhia, passando a concentrar cada vez mais os seus recursos em águas profundas e ultra profundas, onde a Petrobras tem demonstrado grande diferencial competitivo ao longo dos anos.

“Esse movimento mantém nossa estratégia de direcionar nossos esforços e investimentos naqueles ativos com maior potencial de geração de valor. O desinvestimento que a gente está fazendo é longe de ser um movimento de saída da Petrobras da Bacia de Campos. Muito pelo contrário, nossos planos para a Bacia não são nada tímidos”, disse Carlos José Travassos, gerente executivo de águas profundas da Petrobras.

De acordo com ele, o plano de renovação na Bacia de Campos inclui a instalação de pelo menos três unidades, que já estão em construção.

Veja PETR4 na Bolsa:

Petrobras (PETR4): justiça extingue ação de hipoteca judiciária da Previ
Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: