Acionistas da empresa de tecnologia Linx (LINX3) pediram à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que a proposta de aquisição feita pela Totvs (TOTS3)seja analisada na mesma assembleia que deliberará a respeito da oferta da Stone, em 17 de novembro.

A demanda não é nova, mas agora foi solicitado o apoio do regulador, que irá analisar o caso.

Segundo o Estadão, na semana passada a Totvs anunciou que fez ajustes em sua proposta e prolongou sua validade para o dia da assembleia.

Também teceu duras críticas à administração da Linx, inclusive a seu conselho de administração e em especial seus conselheiros independentes. Questionou até mesmo a imparcialidade na análise das propostas.

Linx

Minoritários

Em termos de valores, os minoritários consideram que ambas as ofertas são muito próximas – oscilam entre R$ 6,1 bilhões e R$ 6,2 bilhões – dependendo do valor dos papéis das empresas envolvidas, já que as duas propostas preveem troca de ações.

Procurada, a Linx disse que “o mercado e demais interessados serão informados sobre esse trâmite por meio dos comunicados oficiais da empresa”.

Stone

A guerra entre a Stone (STNE) e a Totvs (TOTS3) para levar a Linx (LINX3) permanece aberta, embora a primeira tenha certa vantagem, afirma a Ágora em relatório enviado a clientes nesta terça-feira (13).

Segundo a corretora, a decisão de não analisar a proposta da Totvs foi seguida de reclamações por parte de outros conselheiros independentes, que acusaram uma suposta falta de imparcialidade. Com isso, a proposta da empresa de software voltou a ser considerada.

“Se os conselheiros concluírem que, depois dessa nova análise, a oferta feita pela Totvs é competitiva, esta será levada à avaliação dos acionistas”, afirmaram os analistas Victor Schabbel e Luiza Mussi.

Para eles, parece estar crescendo a possibilidade de as duas ofertas serem discutidas pelos acionistas na próxima reunião, marcada para 17 de novembro.

Na última quinta-feira, a Totvs prorrogou, pela segunda vez, o prazo para a proposta de combinação de negócios com a Linx, mencionando possibilidade “de majoração da proposta, se e quando julgar adequada”.

Veja LINX3 na Bolsa:

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: