A Telefônica Brasil (VIVT4), que opera sob a marca Vivo, foi a mais nova companhia do segmento de telefonia móvel a acessar o mercado financeiro.

Isso porque a empresa está oferecendo crédito pessoal à sua clientela. Foram quase doze meses de projeto piloto, mas que a partir de 19 de outubro estará valendo.

Trata-se do Vivo Money, linha de crédito pessoal que pode ser contratada de forma digital pelos clientes dos planos controle e pós-pago.

O volume de clientes em potencial, segundo estimativas da própria empresa, gira em, torno de dez milhões.

Para a Vivo, este é o primeiro passo de uma longa caminhada no ramo financeiro, onde vê potencial para trabalhar com serviços variados.

Vivo (VIVT4) entra no mercado financeiro com oferecimento de crédito pessoal

Estratégia

Segundo o Estadão, a iniciativa faz parte de uma estratégia vista cada vez mais entre as empresas de telecomunicações: ganhar um dinheiro extra transformando seus canais de comunicação com os milhões de usuários em vitrines para a oferta de produtos e serviços de outros setores, como financeiro, educação, saúde e varejo. E o financeiro é o mais rentável.

O jornal afirma ainda que outras operadoras também estão seguindo o mesmo caminho. A Claro lançou recentemente o SmartCred, serviço de crédito pessoal em parceria com o Banco Inbursa.

A TIM virou sócia do C6 Bank e direciona seus clientes para recargas, pagamento de fatura do pós-pago até a abertura de contas no banco digital. E a Oi e a fintech Conta Zap analisam a criação de uma joint venture de conta digital destinada a atender o público de menor renda.

Vivo Money

O Vivo Money oferecerá linhas de crédito entre R$ 1 mil e R$ 30 mil, com taxas de juros mensais entre 1,99% e 9,99%, dependendo da análise de risco de cada cliente, que pode ser pessoa física ou micro e pequena empresa.

Se aprovado, o crédito é depositado em até dois dias úteis no banco de preferência. Já o pagamento pode ser feito via boleto bancário ou débito automático, em um prazo entre 6 e 24 meses.

A operação comercial está sendo lançada após um piloto feito entre agosto de 2019 e abril de 2020.

Atualmente, a Vivo tem uma base de 45 milhões de clientes, o que dá enorme capilaridade aos canais de venda e comunicação.

Veja VIVT4 na Bolsa:

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: