A Ânima Educação (ANIM3) precificou na quinta-feira (3) oferta primária de ações a R$ 34 por papel, levantando R$ 918 milhões, que serão destinados para financiar uma parcela da aquisição dos ativos brasileiros do Grupo Laureate, de acordo com fato relevante da companhia.

O preço definido na oferta com esforços restritos representou um desconto de 2,7% em relação à cotação de fechamento da véspera, de R$ 34,93.

Segundo a Reuters, foram emitidas 27 milhões de ações no âmbito da oferta, coordenada por Bradesco BBI, Santander Brasil, UBS BB, Itaú BBA e JPMorgan, fazendo com que o capital social da Ânima passe ser de R$ 2.57 bilhões, dividido em 134.622.935 papéis.

A oferta poderia ser acrescida em até 35% (até 9.450.000 ações) para atender eventual excesso de demanda, o que não aconteceu.

Aumento da liquidez na Bolsa: VVAR3 negocia mais que PETR4, diz CEO da SmartBrain

Aquisição

Há uma semana a Anima Holding anunciou ao mercado a aquisição da startup de educação MedRoom, voltada à graduação em Medicina. O acordo de compra e venda foi realizado por meio da subsidiária Brasil Educação e a operação não teve valor revelado.

De acordo com o comunicado, a MedRoom constrói objetos educacionais e ambientes de simulação em realidade virtual e realidade aumentada para o ensino da saúde.

A Anima afirma que a MedRoom se tornará um dos componentes da Inspirali como plataforma de educação médica, promovendo acesso de médicos aos avanços metodológicos e tecnológicos da área.

A companhia destaca ainda que a plataforma promove a aprendizagem ao longo da vida e contribui para o hub de inovação Learning Village, que oferecerá programa de desenvolvimento de negócios para startups e conta com parceiros como o Hospital Sírio-Libanês, a Deloitte e Ambev.

Veja ANIM3 na Bolsa:

https://youtu.be/_W4X1Sr7kdE
Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: