A Petrobras (PETR4) informou na noite de quinta-feira (3) que concluiu a fase de negociação com o Mubadala sobre a venda de sua refinaria Landulpho Alves (Rlam), na Bahia, mas destacou que o processo de desinvestimentos prevê a solicitação de propostas finais dos interessados, inclusive do grupo de Abu Dhabi.

Segundo a Petrobras, o processo está atualmente em fase de nova rodada de propostas vinculantes.

Petrobras (PETR4): justiça extingue ação de hipoteca judiciária da Previ
Petrobras (PETR4): justiça extingue ação de hipoteca judiciária da Previ

A petroleira

A petroleira disse que solicitou a todos os participantes a apresentação de suas ofertas finais com base nas versões negociadas dos contratos com o Mubadala, às quais devem ser recebidas em janeiro de 2021.

Na véspera, a empresa disse que havia recebido propostas vinculantes para outras três refinarias, enquanto avança com seu programa de desinvestimentos de até 35 bilhões de dólares em cinco anos, que tem nas unidades de refino parcela importante.

O presidente

O presidente da Petrobras (PETR4), Roberto Castello Branco, defendeu nesta quinta-feira (3) mudanças nas regras de exploração e produção do petróleo no Brasil, que classifica como pouco atraentes aos negócios. Para ele, o regime de partilha deve ser extinto. Castello Branco participou de bate-papo online do Rio Oil & Gas, o maior evento do setor de óleo e gás na América Latina.

“Acho que o arcabouço regulatório para a exploração de petróleo no Brasil tem que ser modificado”, defendeu Castello Branco. “O contrato de partilha é algo que não tem sentido econômico, não traz nenhum estímulo à eficiência, taxa demasiadamente os produtores de petróleo. Um negócio complicado. O mundo dos negócios não gosta de coisas complicadas, querem coisas claras, transparentes, simples”, disse.

Veja PETR4 na Bolsa:

Petrobras (PETR4): justiça extingue ação de hipoteca judiciária da Previ
Petrobras (PETR4): justiça extingue ação de hipoteca judiciária da Previ
Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: