O novo coronavírus, conhecido também como covid-19, vem fazendo com que muitos países tomem providências para que o vírus não se espalhe e se torne uma pandemia ainda maior. No total, o novo coronavírus já matou cerca de 5 mil pessoas em todo o mundo, isso somente em 3 meses, desde que foi descoberto. O covid-19 teve seu início na China, no final de 2019, onde fez, não só o país, mas também todo o mundo se posicionar em alerta. Como o surto do vírus teve seu início na China, foi constatado que o mesmo atingiu pessoas em um mercado de frutos do mar e também animais marinhos, onde foi passado de animais para os seres humanos. Mas, mesmo assim, ainda não se sabe exatamente como se deu a primeira transmissão para humanos, mas existem suspeitas que isso aconteceu a partir de cobras ou morcegos.

Centro da pandemia:

O vírus passou a se espalhar muito rapidamente quando os próprios moradores ou visitantes da China começaram a viajar para outros países, fazendo o covid-19 se espalhar rapidamente. Como por exemplo países da Europa, onde hoje, já é considerada o centro da pandemia. A Itália é o país mais afetado pelo novo coronavírus, onde o número de mortos pelo surto já ultrapassa os 1.200. Isso se dá principalmente pela população mais idosa, considerada de risco para o covid-19. Lá, somente em um dia ocorreu um aumento de 25% no número de vítimas. Com isso, os Estados Unidos e Brasil passaram também a ter seus primeiros casos e já ficaram em situação de alerta e muitas empresas passaram também a liberar os funcionários para home office, visando não disseminar ainda mais o vírus.

Mercado financeiro:

Com isso, o mercado financeiro também entra em preocupação. A economia de muitos países passou a oscilar fortemente e as bolsas locais se encontraram em grandes quedas. No Brasil, por exemplo, a B3, bolsa de valores brasileira, já acionou 5 circuit breakers desde que a pandemia chegou até o país. Se viu necessário acionar o circuit breaker tantas vezes por uma questão de forte queda do principal índice da bolsa de valores brasileira, o Ibovespa. O índice apontou que a B3 chegou a abrir com queda de 12% somente em um dia. Número considerado extremamente alto, principalmente ao levar em conta os recordes que a bolsa de valores brasileira vinha conquistando, como por exemplo os 100 mil pontos.

Rafael Bevilacqua:

Com a bolsa de valores caindo cada vez mais, existem diversos investidores que pensam em tirar o montante da renda variável e buscar ainda mais segurança. Mas, existem também aqueles que enxergam o momento com oportunidade para se aportar ainda mais, aproveitando o baixo valor de diversas ações. Para entender melhor como investir em um cenário incerto como este do novo coronavírus que está impactando fortemente o mercado financeiro, o Estrategista-Chefe da Levante Ideias de Investimento, Rafael Bevilacqua, contou para o Financista do Canal 1Bilhão Educação Financeira, Fabrizio Gueratto, quais ações e/ou setores podem ser uma boa alternativa para se investir nesse momento de derretimento dos mercados do mundo todo.

Confira quais ações é importante ter na carteira em meio ao cenário incerto instaurado pelo novo coronavírus:

https://youtu.be/BOd7OfwSZxs

Leia também: “Coronavírus e Circuit Breaker – IRB Brasil pode ser opção para investir”.

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: