Deputado gasta R$ 132 mil com Correios e distribui até livros próprios

O deputado federal Gonzaga Patriota (PSB-PE) gastou R$ 132.329,63 de cota parlamentar com serviços postais (Correios) no ano passado, em meio à crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus.

Em valores nominais, a cifra é a maior registrada desde 2016, quando a deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) gastou R$ 136.665,47. Naquele mesmo ano, o então deputado federal Jair Bolsonaro (sem partido) havia usado R$ 97.724,70 com serviços postais.

Os dados, disponíveis no site da Câmara, foram analisados pelo (M)Dados, núcleo de análise de grande volume de informações do Metrópoles.

Ao Metrópoles, Patriota reconheceu o elevado gasto e disse que usa frequentemente o serviço dos Correios para divulgar e enviar livros de autoria própria, como o “Reforma da Previdência Social Não!” e uma seleção de artigos.

Ele disse também enviar exemplares do código penal e da Constituição para estudantes no interior de Pernambuco. E se assustou ao saber que, segundo ele, os Correios estaria cobrando mais de R$ 60 por livro.

Não foi o primeiro ano, contudo, que o deputado destina boa parte da verba pública para a área. Em 2019, ele gastou outros R$ 83.124,49 nos Correios.

Adepto a pautas da esquerda, Gonzaga Patriota adiantou que, devido à alta cobrança feita pelos Correios, deverá mudar sua posição e se mostrar a favor da privatização da estatal. “Atendo centenas de pedidos por mês”, disse.

Após Gonzaga Patriota, os dois parlamentares que mais gastaram com serviços postais em 2020 foram Subtenente Gonzaga (PDT-MG), com R$ 107.532,70, e o deputado Hélio Lopes (PSL-RJ), com R$ 80.469,82.

Juntos, os três deputados destinaram R$ 324.667,99 da cota parlamentar em serviços postais. O montante equivale a um quarto (25,4%) do total gasto em Correios por todos os parlamentares da Casa no ano passado, que foi de R$ 1,276 milhão.

O valor computado em 2020, no entanto, é inferior ao de 2019. Segundo o site da Câmara, foram gastos R$ 1,922 milhão ao longo do ano passado com o serviço do Sedex.

Os gastos registrados no ano passado, no entanto, podem mudar até final de março de 2021, uma vez que os parlamentares têm 90 dias contados a partir do gasto para apresentar nota fiscal e pedir ressarcimento.

Procurado, o deputado Subtenente Gonzaga, segundo no ranking, disse ter raciocinado bastante, no final do ano, para fazer a despesa.

Ele relatou ter impresso cerca de 100 mil informativos, cada um com 16 páginas, e os enviados via Correios a policiais militares, bombeiros e aposentados de Minas Gerais, reduto eleitoral do deputado, como uma forma de prestação de contas. Veja um exemplar, em arquivo PDF:

Jornal Gonzaga 2020 by Tácio Lorran on Scribd

“Confesso que raciocinei muito para fazer essa despesa no final do ano e mandei uma remessa desses informativos para os endereços dos militares. Entendi que seria importante”, justificou o subtenente, ao Metrópoles.

“Eu usei todas as ferramentas. Usei o e-mail – mas a base de dados de e-mail é muito defasada, menor do que a dos endereços – e rede social também”, complementa.

Por sua vez, o deputado Hélio Lopes, terceiro no ranking, esclareceu, por meio do chefe de gabinete dele, que o gasto se refere a, também, uma prestação de contas anual do mandato.

“[O deputado] economiza durante todo o ano, não gasta com publicidade, não gasta com pareceres externos, não tem contratado nenhuma firma para que possa mandar essa prestação de contas”, alegou o assessor parlamentar.

“No ano de 2020 foram 39 mil correspondências ao preço de R$ 2,05 cada”, disse. Confira o exemplar:

Questionado se o parlamentar poderia considerar realizar a prestação de contas em rede social, uma vez que é mais barata, o assessor disse que “quem deseja receber por e-mail recebe por e-mail, quem opta por correspondência recebe por correspondência, e ela sempre fica disponível nas redes sociais”.

O post Deputado gasta R$ 132 mil com Correios e distribui até livros próprios apareceu primeiro em Metrópoles.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais