A Sabesp (SBSP3) obteve lucro líquido de R$ 378,2 milhões no segundo trimestre de 2020, uma queda de 16,8% em relação a igual período de 20119.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado, porém, cresceu 28,4% ano a ano, para R$ 1,58 bilhão, com aumento da margem Ebitda ajustada de 30,8% para 35,7%.

Por conta de um acordo com o município de Mauá, em junho, a companhia diz ter gerado aumento de R$ 193,6 milhões na receita operacional.

Também com operação no município de Santo André em agosto do ano passado, a companhia diz ter acrescido R$ 73,4 milhões na receita operacional bruta ante o segundo trimestre de 2019.

O balanço foi divulgado na sexta-feira (14).

SBSP3: despesas

Conforme balanço, a companhia reportou aumento de R$ 36,4 milhões para R$ 117,18 milhões, nas despesas com perdas calculadas com créditos de liquidação duvidosa.

Já a receita operacional líquida somou R$ 4,43 bilhões entre abril e junho, incremento de 10,9% frente a igual trimestre de 2019.

O volume faturado de água e esgoto da companhia de saneamento básico do Estado de São Paulo alcançou 986,4 milhões de metros cúbicos no segundo trimestre, alta de 3,2% frente ao mesmo intervalo de 2019.

SBSP3: resultado financeiro

O resultado financeiro ficou negativo em R$ 675,5 milhões, um salto em relação ao desempenho negativo de R$ 155,6 milhões no segundo trimestre de 2020.

Segundo a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o efeito nas variações monetárias e cambiais líquidas no segundo trimestre foi R$ 523 milhões acima do valores do mesmo período de 2019.

No segundo trimestre, o investimento somou R$ 1,3 bilhão, sendo que R$ 514,3 milhões não afetaram o caixa.

A Sabesp disse que encerrou o segundo trimestre com R$ 3,366 bilhões em caixa e equivalentes de caixa, de R$ 2,253 bilhões no final de 2019.

Veja SBSP3 na Bolsa:

https://www.youtube.com/watch?v=fAdlbp0OuGo
Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: