A Gerdau (GGBR4) teve lucro líquido consolidado de R$ 315 milhões no segundo trimestre, queda de 15% ante igual período do ano anterior.

O balanço foi divulgado nesta quarta-feira (5) mostra que a companhia foi afetada pelo aumento de despesas financeiras, principalmente por causa da variação cambial.

O resultado financeiro ficou negativo em R$ 330 milhões entre abril e junho, contra despesas de R$ 300 milhões de um ano antes.

Já o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) totalizou R$ 1,32 bilhão, declínio de 16,2% na comparação ano a ano, com a margem Ebitda ajustada passando de 15,5% para 15,1%.

Gerdau (GGBR4) tem queda de 15% no lucro do 2TRI

GGBR4: volume de produção

A companhia teve queda de 29% nos volumes de produção de aço, para 2,4 milhões de toneladas, por causa de paradas de produção em suas usinas.

Já as vendas de aço caíram 20%, para 2,36 milhões de toneladas, enquanto a receita líquida recuou 14%, para R$ 8,7 bilhões.

O custo das vendas, por sua vez, também recuou, 10%, para R$ 8 bilhões.

GGBR4: venda total de aço

No Brasil, a venda de total de aço caiu 13% sobre o segundo trimestre de 2019, porém, avançou 5% na comparação com os três primeiros meses deste ano.

Isso puxado pelo segmento de longos, que cresceu 10% na mesma comparação diante de uma demanda da construção civil que se mostrou resistente à crise.

Já a dívida líquida da Gerdau somava R$ 14,4 bilhões no final de junho, alta em relação ao final de março, quando estava em R$ 14 bilhões.

A medida de alavancagem dívida líquida/Ebitda aumentou de 2,55 para 2,78 vezes na mesma base de comparação, consequência, principalmente, da variação cambial, afirmou a empresa no balanço.

Veja GGBR4 X Ibov em 6 meses:
Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: