Eletrobras (ELET6) anuncia emissão de 2,7 milhões em debêntures

Os recursos da primeira série serão utilizados para reforço de caixa

O Conselho de Administração da Eletrobras (ELET6) aprovou a 3ª emissão de 2,7 milhões de debêntures simples, não conversíveis em ações, em 2 séries.

Segundo comunicado da estatal de terça-feira (13), as debêntures terão distribuição pública, com uma série de 1,2 milhão e uma outra de 1,5 milhão.

Os recursos da primeira série serão utilizados para reforço de caixa para utilização no curso ordinário dos negócios da companhia, enquanto os da segunda serão utilizados exclusivamente para pagamentos futuros ou reembolso de gastos, despesas ou dívidas relacionados à implantação da Usina Termonuclear Angra 3.

Eletrobras (ELET6) anuncia emissão de 2,7 milhões em debêntures

Eletrobras – Anbima

As emissões das empresas brasileiras no mercado de capitais atingiram R$ 102 bilhões no primeiro trimestre de 2021, o que representa alta de 21,8% em relação aos R$ 83,8 bilhões registrados entre janeiro e março de 2020.

De acordo com a ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), o volume é o maior para o período desde o início da série histórica, em 2011. Só em março foram captados R$ 53,1 bilhões, um aumento de 93,8% na comparação a fevereiro.

Debêntures

Entre as debêntures, o volume de emissões entre janeiro e março deste ano (R$ 31 bilhões) praticamente dobrou em relação ao mesmo período do ano passado (quando foram registrados R$ 16,8 bilhões). Apenas em março, esse instrumento representou 26,9% do total emitido no mercado de capitais, parcela superada apenas pelos IPOs.

Os CRIs e os FIDCs se destacam entre os demais produtos de renda fixa, com volumes de R$ 4,7 bilhões e de R$ 14,8 bilhões, respectivamente. Os fundos imobiliários, híbridos entre renda fixa e variável, também tiveram resultados expressivos no trimestre: o total de emissões (R$ 14 bilhões) está 29% acima do mesmo período de 2020. Só em março, os FIIs alcançaram R$ 6 bilhões, mais de três vezes acima do registrado em fevereiro (R$ 1,4 bilhão), confirmando o momento positivo do segmento.

No mercado externo, as operações de renda fixa das empresas brasileiras (emissões de bonds) somam US$ 7,6 bilhões em 2021 contra US$ 8 bilhões do primeiro trimestre do ano passado.

Veja ELET6 na Bolsa:

    • Só clique aqui se já for investidor

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Leia mais