Pix: Banco Central estima que sistema passe a ser pago ainda este ano

O Pix é o sistema de pagamentos e transferências eletrônicas do Banco Central (BC), e a autoridade monetária pretende que a ferramenta passe a ser paga ainda este ano.

Ao menos é isto o que mostra uma proposta de normas para o Pix Saque e o Pix Troco, cujos serviços possibilitam o saque de dinheiro em estabelecimentos comerciais. A novidade está em consulta pública.

De acordo com o BC, uma das normas dispostas é a possibilidade de que os usuários realizem até quatro saques gratuitos por mês com limite de R$500 por dia.

Pix

Caso essa quantidade seja excedida, os bancos responsáveis pela operação poderão cobrar uma tarifa e dessa forma, o Pix passará a ser pago.

A previsão é que as novas ferramentas estejam disponíveis no segundo semestre de 2021.

O usuário irá fazer o login em sua conta bancária pelo celular e realizar a leitura de um QR Code disponibilizado no caixa. Feito isso, deve-se escolher qual o valor que deseja sacar e aprovar a transação.

Assim, ao invés de receber um produto, o usuário irá ficar com o dinheiro em espécie do caixa do estabelecimento.

Em relação ao Pix Saque, a transação é envolvida somente por dinheiro. No caso do Pix Troco, o saque é conjugado como uma compra.

O usuário poderia realizar a compra de um produto no mercado e, ao efetuar o pagamento faria uma transação com um valor maior, recebendo a diferença de volta em dinheiro.

  • Só clique aqui se já for investidor

Comércios

A proposta do Banco Central também determina que os comércios poderão definir suas próprias regras, como estabelecer os dias da semana em que o serviço ficará disponível, se vão ofertar um ou ambos os serviços e como será efetuado o saque, se será somente em notas de R$10 ou de R$ 50.

O BC acredita que os serviços darão mais conveniência ao usuário, pois ampliará a extensão do serviço de saque, e incentivará a competição, com mais pontos de oferta e precificação do serviço de saque, principalmente em relação a instituições financeiras digitais e todos os outros bancos que não possuem rede própria de agência ou de ATMs.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais