Ânima Educação registra Lucro Líquido de R$ 56,3 milhões no primeiro trimestre

A Ânima Educação, que acaba de completar 18 anos de história, encerrou o primeiro trimestre de 2021 com Lucro Líquido Ajustado de R$ 56,3 milhões, 28,5% a mais em comparação com o 1T20. Já em Receita Líquida, a organização educacional alcançou R$ 416,0 milhões representando um aumento de 22,8% em relação ao ano anterior. A empresa, ainda, no mesmo período, apresentou um EBITDA Ajustado de R$ 146,5 milhões, sendo 23,9% superior a 2020 e margem EBITDA Ajustada de 35,2%.

Esses resultados comprovam o DNA da companhia em investir na qualidade do Ensino Superior, Transformação Digital e Ecossistema de Aprendizagem com um modelo híbrido e personalizado. O trimestre registrou novamente impacto positivo da continuidade do amadurecimento dos ganhos de eficiência do modelo acadêmico E2A. Estas características contribuíram para um aumento de base de alunos de 11,3%, com um ticket líquido médio superior em 12,1% em relação ao 1T20. Além disso, a taxa de evasão da graduação no 1T21 foi de 7,0%, representando 0,5% inferior ao mesmo período do ano anterior.

Ânima Educação

Em Geração de Caixa Operacional, a Ânima Educação apresentou crescimento de R$ 33,7 milhões, totalizando R$ 144,0 milhões, em relação ao primeiro trimestre de 2020. A partir deste resultado positivo, a companhia manteve o seu plano estratégico em aquisições e anunciou o início do processo de integração com a Laureate Brasil.

Aprovada sem restrições pelo CADE, a fusão coloca a companhia como a 4ª organização educacional do País em número de alunos e 3ª em receita líquida. Juntas, as empresas reunirão uma comunidade de aprendizado de mais de 350 mil pessoas, formada por mais de 330 mil estudantes e 18 mil educadores, distribuídos em 16 instituições de ensino superior, além de oito (8) marcas que são referências em suas áreas de atuação e o Instituto Ânima. Com presença em 12 estados do Sudeste, Sul, Nordeste e Centro-Oeste e quase 550 polos de ensino digital, a Ânima amplia sua presença por todo o Brasil.

  • Só clique aqui se já for investidor

Companhias

A integração das duas companhias ainda fortalecerá a organização na área da saúde, tornando a empresa um dos principais players na educação continuada neste segmento e que passa a contar com mais de 10,7 mil alunos e 1.720 vagas anuais, localizadas em cinco capitais e grandes cidades do Brasil. O segmento já estava na estratégia da organização que vem investindo no desenvolvimento e infraestrutura nos últimos anos. A Ânima já possui a Inspirali, vertical de medicina, que fechou o primeiro trimestre com uma receita líquida em R$ 96,5 milhões, representando 23,4 % da receita líquida consolidada.

“Os resultados obtidos mostram que estamos no caminho certo para transformar o Brasil pela Educação, com qualidade, metodologia diferenciada e tecnologia inovadora. No ano em que completamos a maioridade, iniciamos um novo capítulo da nossa história com a integração da Laureate Brasil, que nos posicionará como o terceiro maior player de educação superior em receita e com o portfólio de marcas mais valiosas”, reforça Marcelo Bueno, CEO da Ânima Educação.

A empresa

A empresa ainda conta com uma agenda eficiente e ágil em unir qualidade com entrega de resultados, por meio de tecnologias. Desde 2017, a organização vem realizando investimentos importantes na área que trazem benefícios não só para a comunidade pedagógica, mas também para dentro da companhia, em setores como captação e retenção, eficiência operacional e redução de riscos, por exemplo. Em 2021, deverão ser investidos em torno de R﹩100,0 milhões, que contribuirão para a continuidade da jornada de transformação da companhia e aprimoramento das metodologias e ferramentas da educação híbrida.

Investir em ambientes digitais adaptativos e escaláveis torna-se mais do que uma tendência sendo um requisito para o mundo atual, ainda mais em um cenário adverso. Por isso, a companhia registrou alguns destaques como o vestibular digital, utilizado por mais de 100 mil candidatos em 2020, o Ulife Sala Virtual, usado por 100% dos estudantes, que oferece todos os recursos para a experiência acadêmica do aluno, desde os encontros síncronos, com cerca de 4.200 aulas online simultâneas até mais de 100 laboratórios virtuais. Além de provas online com recursos de personalização e o diploma digital conforme a portaria do MEC, no qual a instituição foi pioneira no mercado.

“O ano de 2020 foi desafiador e iniciamos 2021 evidenciando que a companhia está fortemente conectada com os princípios de transformação digital e principais tendências que permeiam o mercado educacional do Brasil e mundo. Sabemos que ainda há um longo caminho a ser percorrido, mas os resultados deste primeiro trimestre nos fortalecem e posicionam o modelo de negócio organizacional, gerando valor de forma sustentável para todos os nossos públicos”, finaliza Bueno.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais