Vibra Energia (BRDT3), antiga BR Distribuidora, criará fundo imobiliário de postos de combustíveis

O 'valuation' de entrada avalia a totalidade dos imóveis em R$ 643,8 milhões

Nesta segunda-feira (30), a Vibra Energia (BRDT3), antiga BR Distribuidora, comunicou a criação de um fundo de investimento imobiliário (FII) com a colaboração da Prisma Capital, que irá fornecer os aportes de imóveis.

Por certo, a operação integra o aporte e gestão de uma carteira com até 238 imóveis, sendo que são todos postos de gasolina da Petrobras (PETR3 e PRTR4), avaliado em R$ 643,8 milhões.

Aquisição da Vibra Energia

No entanto, a monetização da operação acontece em três etapas distintas. Em primeiro lugar, é o montante dos imóveis pela Vibra no fundo imobiliário e aquisição de 15% das cotas pela Prisma.

Em seguida, a venda direta aos atuais operadores dos postos. Por último, a listagem do fundo no mercado e oferta a investidores e público em geral.

“A conclusão da operação está condicionada à negociação e assinatura dos instrumentos definitivos pelas partes e sua aprovação pelas respectivas instâncias societárias competentes. Bem como demais condições precedentes usuais desse tipo de operação”, informou em comunicado relevante da Vibra Energia.

Sobre a Vibra

A Vibra Energia compreende cerca de 18 mil clientes, sendo direcionada no segmento de agronegócio, aviação, transporte, comércio, indústrias eletrointensivas, produtos químicos e supply house.

Posto que a companhia é considerada líder no mercado de lubrificantes automotivos, com a linha Lubrax, que engloba mais de 600 itens para aplicações automotivas, industriais, marítimas e ferroviárias.

No entanto, a empresa segue com a identidade visual no setor automotivo e postos de combustíveis como BR Distribuidora. Nome responsável por uma rede de 8,3 mil postos espalhados pelo país.

Vibra Energia criará fundo imobiliário de postos de combustíveis com Prisma Capital
Antiga BR Distribuidora

Cotação da Vibra

No início da tarde desta segunda-feira (30), a Vibra Energia, operava em alta no Ibovespa. Logo, as ações da antiga BR Distribuidora, avançavam 0,33%, valendo R$ 27,22. Ao ano, a companhia acumula um crescimento de 38,33% nas suas ações.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais