A mineradora brasileira Vale (VALE3) e o porto chinês de Ningbo Zhoushan assinaram um acordo para investir cerca de 4,3 bilhões de iuanes (650,6 milhões de dólares) em instalações de armazenamento e processamento de minério de ferro em Zhejiang, disse o governo local.

Segundo a Reuters, o movimento segue-se à inauguração pelas duas empresas de um centro de moagem no porto do leste da China em agosto e aumenta a presença da Vale no país, maior consumidor global do material utilizado na fabricação do aço.

Vale (VALE3): lucro líquido de US$ 995 mi no 2º tri e política de dividendos

Mineradora

Segunda maior mineradora do mundo, a Vale terá 50% da joint venture, enquanto a Ningbo Zhoushan Port também terá a mesma fatia. O plano de lançamento da unidade havia sido sinalizado em um comunicado no mês passado.

A joint venture terá um capital registrado de 1,5 bilhão de iuanes.

 “A proposta é construir um pátio de armazenamento de minério de ferro com capacidade máxima de 4,1 milhões de toneladas e uma unidade de ‘blendagem’ e processamento de minério, além de dois berços de embarque”, disse a Zona Franca de Zhejiang em sua conta oficial no Wechat.

“Blendagem”

A unidade de “blendagem” e processamento terá capacidade anual de 21 milhões de toneladas de minério, acrescentou.

“A construção desse projeto fortalecerá ainda mais a capacidade de distribuição do terminal de transferência de minério de Shulanghu”, disse o comunicado, em referência ao local do centro de moagem, onde a Vale tem produzido finos de minério de ferro de alto teor.

Veja VALE3 na Bolsa:

https://youtu.be/rdCM_DZ-CWs
Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: