A Simpar (SIMH3) emitiu o primeiro Sustainability Linked Bond do setor no mundo, conforme fato relevante encaminhado ao mercado nesta quinta-feira (14).

De acordo com o documento, sua subsidiária Simpar Europe (anteriormente denominada JSL Europe) precificou, nesta data, emissão de títulos de dívida no mercado internacional, no valor total de US$ 625 milhões remunerados à taxa de 5,200% ao ano e com vencimento em 26 de janeiro de 2031, os quais serão garantidas pela Simpar.

A liquidação das Notes está prevista para o dia 20 de janeiro de 2021. A Simpar Europe tem a intenção de utilizar os recursos captados por meio das Notes para a recompra das notas seniores de sua emissão, no valor principal US$ 625 milhões com remuneração de 7,750% ao ano e com vencimento em 2024, no âmbito da oferta pública de aquisição comunicada ao mercado em 11 de janeiro de 2021, e sujeito aos seus termos e condições, e eventual saldo remanescente para suas atividades em geral.

JSL fará IPO após concluir reorganização societária
JSL fará IPO após concluir reorganização societária

Primeira

Ainda de acordo com o fato relevante, a companhia foi a primeira empresa do setor no mundo a emitir um Sustainability Linked Bond. Isso porque assumiu compromisso de reduzir em 15% sua intensidade de Gases de Efeito Estufa (GEE) até 2030.

Além da inclusão das emissões de escopo 1 e 2, diretamente relacionadas à companhia, as emissões de escopo 3 também foram incluídas, o que reforça nosso compromisso com impactos ambientais positivos para a sociedade.

A operação recebeu classificação de risco em moeda estrangeira de “BB-“ pela Standard & Poors (“S&P”) e “BB-“ pela Fitch Ratings.

Os bonds com vencimentos em 2031 foram emitidos com uma redução na taxa de juros de 2,55 p.p. quando comparados aos bonds existentes, contribuindo para redução de custos e melhoria da estrutura de capital da empresa.

  • Só clique aqui se já for investidor

Não oferta

Entretanto, a empresa frisou que este movimento não constitui uma oferta de venda ou uma solicitação de pedidos de compra, nem permite a venda das Notes em qualquer estado ou jurisdição em que uma oferta, solicitação ou venda seja ilegal.

Os títulos foram oferecidos a investidores institucionais qualificados em conformidade com a lei de mercado de capitais dos Estados Unidos da América e alterações posteriores, e para cidadãos não-americanos em operações internacionais fora dos Estados Unidos.

Os títulos não foram registrados sob a Securities Act ou qualquer outra regulamentação de qualquer estado, e não deverão ser ofertados ou vendidos nos Estados Unidos, ou para cidadãos americanos, sem registro ou que tenham alguma isenção aplicável. A emissão das Notes não foi, e nem será, registrada na CVM. A emissão das Notes não será realizada no Brasil, exceto em circunstâncias que não constituam uma oferta pública segundo as disposições legais e regulamentares brasileiras.

Simpar (SIMH3) emite primeiro Sustainability Linked Bond do setor no mundo

Veja SIMH3 na Bolsa:

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: