A Ser Educacional (SEER3) firmou acordo extrajudicial com a Laureate na quinta-feira (30) que extingue processos judiciais e arbitrais em curso entre ambas e reconhece o direito de a Ser receber R$ 180 milhões como multa rescisória após a Laureate assinar acordo vinculante com a Ânima (ANIM3) para a venda dos ativos do grupo norte-americano no Brasil.

Segundo a Reuters, a Ânima anunciou no começo da semana que foi notificada pela Laureate que sua oferta vinculante pelos ativos do grupo no país foi escolhida como proposta superior, de R$ 4,4 bilhões, de forma definitiva. O acordo previa o pagamento da multa contratual pela Ânima.

Ser Educacional (SEER3) compra a rede internacional de universidades Laureate

Acordo

Em paralelo, a Ser disse nesta sexta-feira que firmou acordo com a Ânima, que inclui o direito de a Ser optar até o dia 4 de novembro pelo recebimento da multa em dinheiro ou mediante a transferência de 100% da Sociedade Paraibana de Educação e Cultura (ASPEC) e Sociedade Capibaribe de Educação e Cultura, mantenedoras da Faculdade Internacional da Paraíba (FPB) e do Centro Universitário dos Guararapes (UNIFG).

O acordo também contempla o direito da Ser de adquirir 100% do capital social da Ritter, mantenedora do Centro Universitário Ritter dos Reis (UniRitter), da Faculdade de Desenvolvimento do Rio Grande do Sul (FADERGS) – mantenedora do Centro Universitário FADERGS – e do Instituto Brasileiro de Medicina de Reabilitação (IBMR) mantenedor do Centro Universitário Hermínio da Silveira.

“A Ser acredita que essas instituições possuem potencial de crescimento nos segmentos de ensino presencial, à distância e educação continuada, tornando-as aderentes a sua estratégia de crescimento no mercado de ensino superior brasileiro”, afirmou a Ser em fato relevante nesta sexta-feira.

Veja SEER3 na Bolsa:

https://youtu.be/B5QuNLdWzBA
Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: