A Ser Educacional (SEER3) anunciou nesta segunda-feira (14) compra da Sociedade Educacional de Rondônia (Unesc) por R$ 120 milhões, valor que pode aumentar a depender da aprovação de novas vagas de medicina.

Segundo a Reuters, a aquisição ocorreu por meio da subsidiária Cenesup, que pagará R$ 70 milhões à vista, na data de fechamento da operação, e R$ 50 milhões em quatro parcelas anuais sucessivas, corrigidas pelo IPCA.

Ser Educacional (SEER3) compra a rede internacional de universidades Laureate

A Unesc

A Unesc é mantenedora da Faculdade de Educação e Cultura de Porto Velho, da Faculdade de Educação e Cultura de Vilhena, da Faculdades Integradas de Cacoale e da Faculdade de Educação e Cultura de Ji-Paraná.

De acordo com a Ser, se o Ministério da Educação formalizar a criação de 50 vagas adicionais do curso de Medicina em Vilhena até três anos depois da conclusão da operação, a Cenesup pagará ainda o valor de até R$ 55 milhões, de acordo com o momento em que ocorrer tal aprovação.

Ainda há previsão quanto ao pagamento de um valor adicional de até 30 milhões de reais caso sejam aprovadas até 50 vagas adicionais do curso de Medicina em Ji-Paraná, no mesmo prazo.

200 mil alunos

A companhia informou na sexta-feira (11), através de fato relevante, que a Companhia superou a marca simbólica de 200 mil alunos de ensino superior e anuncia novo ciclo de investimentos em educação digital de R$ 150 milhões em 2021.

A marca inédita foi alcançada por meio do crescimento de praticamente todos os seus segmentos de ensino, com destaque para a nova linha de Cursos Digitais lançada em junho de 2020 nas modalidades de graduação e pós-graduação.

“Os Cursos Digitais são focados em demandas específicas do mercado de trabalho e conta com um processo de captação inovador, com 100% da captação realizada via redes sociais e marketing digital.”

“Diferente do EAD tradicional, os alunos não precisam, por exemplo, aguardar a formação das turmas e podem iniciar seus estudos imediatamente após a matrícula, acessando uma plataforma de ensino que proporciona ótima experiência para os alunos, que podem acessar o conteúdo por qualquer tipo de dispositivo, em linguagem fluida e que adapta as necessidades dos alunos, em um modelo pedagógico baseado em metodologias ativas.”

“Nossas plataformas digitais receberam cerca de R$50 milhões em investimentos nos últimos 2 anos em criação de conteúdo e desenvolvimento de novas funcionalidades”, afirmou Jânyo Diniz, Presidente da Ser Educacional.

Veja SEER3 na Bolsa:

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: