Qual o melhor e o pior investimento de 2021? Descubra agora mesmo

O ano ainda não acabou, mas analistas já apontam os melhores e piores investimentos até o momento

O ano de 2021 ainda não acabou, mas muito se especula sobre os rendimentos econômicos. Dessa forma, alguns analistas já calculam quais os melhores investimentos do mercado até agora.

Vale lembrar que a derrocada de muitas aplicações se derivou das crises econômicas enfrentadas pela pandemia da Covid-19. Além disso, isso acabou se agravando com a alta da inflação e da taxa Selic.

Portanto, veja quais os piores e os melhores investimentos de 2021, segundo pesquisa da Economatica:

Bitcoin

Surpreendentemente, a criptomoeda mais famosa do mundo aparece no topo da lista como o melhor investimento do ano. Isso porque o investidor que colocou seu dinheiro no Bitcoin em 2020, teve um rendimento de 53% no acumulado do ano até setembro.

Mesmo sendo um investimento extremamente volátil e tendo episódios de quedas preocupantes, tudo indica que a criptomoeda vai finalizar 2021 por cima da carne seca.

Atualmente, o Bitcoin abriu o primeiro dia de outubro em quase US$ 50 mil. A alta é uma vitória para as criptomoedas. Principalmente, levando em consideração a proibição da China no uso dos ativos em qualquer tipo de transação no país.

Renda Fixa

Outro destaque inesperado vai para renda fixa. Normalmente, esse tipo de investimento costuma sair em desvantagem quando o assunto é rentabilidade.

Dessa forma, de acordo com a pesquisa realizada pela Economatica, o CDI (Certificado de Depósito Interbancário ou Certificado de Depósito Interfinanceiro) já deu um retorno de 2,5%.

Entretanto, os títulos públicos relacionados à inflação acabaram com um saldo negativo. O IMA-B também apresentou uma queda de 2%.

Em suma, a variação acabou positiva em um ano, com alta de 5% no indicador, que acompanha o retorno de títulos ligados ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Qual o melhor e o pior investimento de 2021? Descubra agora
Melhores e piores investimentos

Pior até agora

As surpresas não ficam só em relação aos melhores investimentos. Isso porque, devido às suas quedas no desenrolar deste ano, o mercado de ações, em especial o Ibovespa, ficou como o pior investimento do ano até setembro.

Vale lembrar que a Bolsa vem sofrendo diversas quedas. Como consequência, o mês de setembro foi o pior de todos. Afinal, as baixas chegaram a um acumulado de 6,75% em apenas 30 dias, saindo de 118,7 mil pontos para os 110,9 mil.

As maiores quedas esse ano foram protagonizadas pelas varejistas. Entre elas, a Via (VVAR3), Magazine Luiza (MGLU3) e Americanas (LAME4). Mesmo assim, entre todos, o Banco Inter saiu ganhando com a maior baixa de todas, chegando a uma desvalorização de BIDI11: -31,18% e BIDI4: -28,56%.

Melhores e piores investimento de 2021

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais