A Planner divulgou sua carteira recomendada de dividendos para dezembro com o portfólio atualizado.

Isso porque a gestora inseriu os ativos Banco ABC (ABCB4), Copel (CPLE6), Engie (EGIE3), Ferbasa (FESA4) e Telefônica (VIVT4).

Estas empresas entraram no lugar de Isa Cteep (TRPL4), Grendene (GRND3), Santander (SANB11), Copasa (CSMG3), e Taesa (TAEE11).

Planner divulga carteira recomendada de dividendos para dezembro

Planner: relatório

De acordo com relatório encaminhado ao mercado, a carteira de dividendos leva em consideração os seguintes itens na escolha das ações: expectativa ou aprovação de proventos (dividendos e/ou juros sobre o capital; bom histórico de retorno via proventos; boa geração de caixa e baixo endividamento; histórico de crescimento e representatividade no setor de atuação.

A gestora elencou, ainda, que devido ao impacto da pandemia da Covid-19 sobre os negócios das empresas, no sentido de preservar a situação financeira, muitas companhias têm adiado o pagamento de seus dividendos para até o final de 2020. Desta forma, a escolha das ações para a carteira é uma expectativa de aprovação e pagamento de proventos.

Parâmetro de rating

“Nossos parâmetros de rating levam em consideração o potencial de valorização da ação, do mercado, aqui refletido pelo Índice Bovespa, e um prêmio, adotado neste caso como a taxa de juro real no Brasil, e se necessário ponderação do analista.” Seguem:

  • Compra: Quando a expectativa do analista para a valorização da ação for superior ao potencial de valorização do Índice Bovespa, mais o prêmio.
  • Neutro: Quando a expectativa do analista para a valorização da ação for em linha com o potencial de valorização do Índice Bovespa, mais o prêmio.
  • Venda: Quando a expectativa do analista para a valorização da ação for inferior ao potencial de valorização do Índice Bovespa, mais o prêmio.
Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: