A fabricante de cobre Paranapanema (PMAM3) firmou um acordo com o Scotiabank Brasil que viabiliza o reingresso da instituição financeira ao grupo de credores, afirmou a companhia em nota nesta segunda-feira (28).

Segundo a Reuters, o movimento abre espaço para o avanço das negociações para reestruturação da dívida da companhia.

Com a assinatura do documento, o banco canadense cancela os protestos existentes e desiste do pedido de falência da empresa, segundo o comunicado.

Além do Scotiabank, a Paranapanema –maior produtora brasileira não-integrada de cobre refinado– tem outros nove principais credores.

No total, a empresa busca o reperfilamento e o equacionamento do passivo, que está atualmente em torno de 510 milhões de dólares.

Paranapanema (PMAM3) aponta retorno do Scotiabank enquanto reestrutura dívida

3º tri

O Prejuízo Líquido da Paranapanema (PMAM3) foi de R$ 166 milhões no terceiro trimestre deste ano, revertendo lucro líquido de R$ 140,1 milhões no mesmo período de 2019.

Conforme a empresa, o desempenho foi  impactado pelo efeito não caixa da variação cambial sobre a sua dívida.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) somou R$ 3,668 milhões, queda de 98%.

Já o Ebitda ajustado totalizou R$ 28,3 milhões, contra R$ 36,1 milhões negativo no mesmo trimestre de 2019.

O Ebitda ajustado do terceiro trimestre de 2019 exclui o efeito não recorrente de R$ 226,8 milhões em créditos tributários do ICMS sobre a base de PIS/COFINS, e o EBITDA ajustado do terceiro trimestre de 2020 exclui os efeitos da venda de precatório e efeitos não recorrentes do Reintegra referente a períodos anteriores.

Receita cai 37%

A receita líquida da Paranapanema atingiu R$ 838,2 milhões, retração de 37% em relação ao terceiro trimestre de 2019.

De acordo com a companhia, o desempenho foi impactado pela crise da Covid-19, que afetou fornecedores de matéria prima durante o trimestre reduzindo o abastecimento da planta de Dias D’ávila/BA.

O lucro bruto cresceu 3,84 vezes no terceiro trimestre, totalizando R$ 75,9 milhões.

A margem bruta foi de 9,1% no terceiro trimestre, contra -2% do mesmo período de 2019.

Conforme a Paranapanema, o desempenho é fruto do efeito de um melhor mix de produtos e redução de custos.

Veja PMAM3 na Bolsa:

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: