A segunda prévia do Ibovespa que irá vigorar nos primeiros quatro meses de 2021 manteve a entrada das ações de Copel, Eneva, JHSF e Unidas, divulgou a B3 nesta quarta-feira (16).

Assim como a primeira preliminar conhecida no começo do mês, a nova prévia não excluiu nenhum papel do índice de referência do mercado acionário brasileiro que irá valer de 4 de janeiro a 31 de abril, totalizando 81 ativos, de 78 empresas.

A B3 ainda divulgará uma terceira prévia no penúltimo pregão de vigência da carteira em vigor.

Como investir com pouco na B3
Como investir com pouco na B3

B3: estrangeiro

Os investidores estrangeiros ingressaram liquidamente com R$ 365,4 milhões no segmento secundário da B3 (ações já listadas) no dia 11 de dezembro, segundo informações divulgadas nesta terça-feira pela B3.

Segundo o Valor Econômico, no mês, o saldo líquido está positivo em R$ 7,89 bilhões, resultado de R$ 144,42 bilhões em compras e R$ 136,53 bilhões em vendas.

No ano, a saída de estrangeiros soma R$ 43,67 bilhões no mercado secundário à vista. Apesar de expressivo, o montante de saque líquido é menor do que o registrado em 2019, de R$ 44,52 bilhões.

Ao considerar o mercado primário (IPOs e follow-ons), com entrada de R$ 19,61 bilhões até setembro, o fluxo externo na bolsa está negativo em R$ 24,06 bilhões em 2020. Em 2019, o volume em IPOs e follow-ons totalizou R$ 39,82 bilhões, com um saldo negativo de R$ 4,69 bilhões naquele ano.

Também no dia 11, o investidor pessoa física aportou R$ 552,2 milhões na B3 e acumula em dezembro um fluxo positivo de R$ 316,9 milhões. No ano, o saldo está positivo em R$ 55,19 bilhões.

O investidor institucional retirou R$ 959,6 milhões no dia 11 de dezembro. No mês, o saldo está negativo em R$ 7,09 bilhões e, no ano, em R$ 5,19 bilhões.

No dia 11 de dezembro, o Ibovespa fechou estável, aos 115.128 pontos, em movimento de ajuste e com queda dos preços do petróleo.

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: