A Lojas Renner (LREN3) comunicou na terça-feira (15) que seu conselho de administração aprovou o pagamento de juros sobre o capital próprio (JCP), relativo ao exercício de 2020, no valor bruto de R$ 60.475.851,91.

Conforme o documento, o montante bruto aprovado para pagamento do JCP corresponde a pouco mais de R$ 0,076 por ação, considerando 793.011.525 ações ordinárias, já excluídos os papéis em tesouraria.

Entretanto, a companhia lembra que o pagamento de JCP se sujeita à tributação pelo Imposto de Renda Retido na Fonte à alíquota de 15%.

A Lojas Renner S.A., teve seu início em 1922, com o começo das atividades fabris do então Grupo A. J. Renner, e desvinculou-se do grupo fundado pelo gaúcho Antônio Jacob Renner somente em 1965, quando suas lojas começaram a tomar um formato mais próximo do atual.

Lojas Renner (LREN3) informa pagamento de R$ 60 mi em JCP

Acionistas

Ainda de acordo com o documento, farão jus aos juros, os acionistas detentores de ações em 18 de dezembro desse ano. Assim, a partir do dia 21 de dezembro, os papéis serão negociados “Ex-JSCP“.

A data de início do pagamento dos JCP será divulgada pela companhia após a Assembleia Geral Ordinária que deve ocorrer em 2021.

3º tri

A varejista de moda registrou um prejuízo de R$ 82,9 milhões entre julho e setembro deste ano, revertendo o lucro líquido de R$ 186,7 milhões apurado no mesmo período de 2019.

A contração do resultado líquido foi fruto do menor Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) gerado entre os meses de julho e setembro de 2020, bem como do crescimento das despesas com depreciações devido aos ativos fixos e investimentos realizados em períodos anteriores, destacou a Lojas Renner.

O Ebitda total da companhia atingiu R$ 71,7 no terceiro trimestre, uma baixa de 84,3% em comparação com os R$ 457,2 milhões registrados em igual período do ano passado.

Veja LREN3 na Bolsa:

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: