Multilaser encerra reservas para IPO que deve levantar R$ 2 bi; confira se vale a pena

O lançamento das ações da Multilaser está agendado para a próxima segunda-feira (19)

Nesta quarta-feira (14), acaba o período de reservas de ações para a Oferta Pública Inicial (IPO) da Multilaser. As reservas possuem valores limites para o posicionamento dos investidores. O mínimo é de R$ 3 mil e máximo de R$ 1 milhão.

Sua estreia na Bolsa de Valores (B3) está prevista para a próxima segunda-feira (19). Com o código MLAS3, a empresa vai entrar na lista do Ibovespa por um preço entre R$ 10,80 e R$ 13. 

Portanto, com a venda das 172.313.238 novas ações ordinárias, a companhia de bens de consumo, considerada uma das mais diversificadas do Brasil, poderá captar aproximadamente R$ 2 bilhões.

A oferta pública inicial da Multilaser é coordenada pelo banco Itaú BBA, XP, Bank of America, UBS BB e o banco Safra.

Vale a pena investir?

Assim como todos os investimentos de renda variável, é necessário analisar bem o mercado e tomar cuidado para não perder dinheiro. Dessa forma, é importante medir os prós e contras quando o assunto é investir em uma empresa ou determinado segmento.

Portanto, para alguns especialistas, o IPO da empresa Multilaser apresenta mais lados positivos do que negativos. Isso porque, dentre as empresas com viés tecnológico que lançaram IPOs de 2021, a Multilaser é a com um portfólio maior de produtos e áreas de atuação.

No entanto, para outros, a insegurança no que diz respeito ao retorno financeiro da ação é gritante. Por consequência, o principal risco relacionado diz respeito aos incentivos fiscais da companhia, uma vez que representa cerca de 75% do lucro líquido da Multilaser dos últimos 3 anos.

Multilaser finaliza reservas de ações para seu IPO que pode movimentar R$ 2 bi
Loja física da Multilaser em São Paulo – SP

A Multilaser

A Multilaser é uma empresa do setor de bens de consumo, que conta com mais de 5 mil produtos diferentes, assim como uma distribuição nacional.

Além disso, a companhia está presente na área de desenvolvimento, fabricação, distribuição, venda e pós-venda de diversos produtos. Entre eles, mercadorias ‘techs’ como tablets, smartphones, notebooks, pen drives, chips de memória, acessórios de informática, eletroportáteis, entre outros.

Só no ano passado, a Multilaser teve uma receita líquida de R$ 3 bilhões. Dessa forma, apresentou um crescimento de 26,8% em 3 anos. Em suma, seu lucro líquido atingiu R$ 451 milhões, com um retorno sobre o capital investido (ROIC) que alcançou 36,2% em 2020.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais