A agência de classificação de riscos AM Best, que atua globalmente com foco exclusivo no setor de seguros e resseguros, informou que removeu o status de “sob revisão com implicações negativas” do IRB Brasil RE (IRBR3) e reafirmou o Rating de Força Financeira A- (Excelente) e o Rating de Crédito de Longo Prazo do Emissor (ICR de Longo Prazo) “a-” com perspectiva negativa, ou seja, a mesma atribuída à empresa em 2019.

A AM Best informa também que “as classificações refletem a solidez do balanço patrimonial da companhia”, categorizado pela agência como “o mais forte, bem como seu forte desempenho operacional, perfil de negócios neutro e gerenciamento de risco da empresa (ERM) marginal”, carecendo melhorias contínuas.

“A ratificação do rating em A- e retirada pela AM Best do conceito ‘sob revisão’ dá a tranquilidade necessária à administração para seguir no processo de estabilização e atingimento do novo normal da empresa, além de ratificar a robustez e solidez do IRB, fato preponderante às renovações de contratos globais no primeiro semestre de 2021”, disse o CEO e presidente do Conselho de Administração do IRB, Antonio Cassio dos Santos.

IRB Brasil (IRBR3) diz que não há ajustes a fazer no balanço; investigações foram concluídas

Potencial

A agência diz reconhecer o potencial do Ressegurador de reduzir a volatilidade operacional e restaurar a lucratividade após as renovações de 1º de janeiro de 2021″. O desempenho operacional do IRB Brasil RE, quando considerado em uma média de cinco anos, é favorável, em comparação com seus pares, informou a agência.

Ainda segundo a agência, “a perspectiva negativa reflete as preocupações da AM Best de pressão contínua sobre o desempenho operacional e a lucratividade da companhia, expondo no médio prazo a solidez de seu balanço patrimonial”, caso as tendências verificadas em 2020 não se revertam, afirma Antonio Cassio. A AM Best entende que, ao mesmo tempo em que o IRB Brasil RE “continua a executar uma estratégia de recuperação viável, a companhia ainda enfrenta instabilidade em seus resultados operacionais em certas linhas de negócios em decorrência do desenvolvimento – adverso – dos sinistros de anos anteriores, exacerbando risco de execução da estratégia.

Veja IRBR3 na Bolsa:

https://youtu.be/On4ykhh2m9k
Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: