A vacina contra o coronavírus desenvolvida pela Universidade de Oxford e pela AstraZeneca excedeu as exigências reguladoras de eficácia nos testes da fase 3, aumentando a esperanças de que a covid-19 possa ser derrotada. A vacina será submetida “imediatamente” para aprovação depois que Oxford e a AstraZeneca informaram que dois regimes diferentes de dosagem demonstraram níveis diferentes de eficácia nos testes realizados no Reino Unido e no Brasil. A informação é do Valor Econômico.

De acordo com o jornal, qquando meia dose da vacina foi aplicada, seguido de uma dose completa pelo menos um mês depois, a eficácia – uma medida de como a vacina previne a infecção ou a doença grave nos testes – foi de 90%. Quando a vacina foi aplicada em duas doses completas com pelo menos um mês de diferença, a eficácia foi de 62%. A eficácia média foi de 70%.

Fabrizio Gueratto: 2ª onda do coronavírus vai causar o crash na B3 (B3SA3)?

Covid-19: resultados

Os resultados obtidos nos testes foram melhores que a eficácia de 50% exigida pela Food and Drug Administration dos Estados Unidos (FDA) e pela Agência Europeia de Medicina.

Andrew Pollard, pesquisador-chefe do teste da vacina de Oxford, disse: “Essas constatações mostram que temos uma vacina eficaz, que salvará muitas vidas”.

A diferença de eficácia entre as duas doses da vacina de Oxford não era esperada. Os cientistas especulam que a dose inicial menor pode ter munido o sistema imunológico de uma maneira que ele ficou mais receptivo à segunda dose, mas mais pesquisas serão necessárias para confirmar isso.

Ontem

Os mercados internacionais despertaram nesta segunda-feira (23) com uma ponta de esperança por conta do avanço das pesquisas de vacinas para o novo coronavírus (Covid-19).

Segundo a Reuters, as ações e os preços do petróleo subiram, enquanto o dólar caiu, com os investidores depositando esperanças de recuperação econômica nas vacinas, mesmo com o mundo lutando com o aumento do número de casos e atrasos no novo estímulo dos EUA.

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: