Conheça os 5 fundos de investimentos imobiliários favoritos do momento

Embora a taxa Selic tenha sofrido uma alta, especialistas evidenciam que o rendimento desses investimentos seguem atrativos

Diante de um cenário de retomada econômica após a turbulência causada pela pandemia da Covid-19, o setor imobiliário pode ser uma boa opção para investidor incluir em sua carteira de investimentos.

Os fundos de investimento imobiliário (FIIs) podem ser um bom caminho para aqueles que desejam se inserir no mercado com diversificação, baixo valor inicial e detendo uma certa renda mensal. Além disso, essas aplicações oferecem alguns outros benefícios, como a isenção de Imposto Renda em seus rendimentos mensais, gestão profissional e pouca burocracia.

Embora a taxa Selic tenha sofrido uma alta relevante de 1 ponto percentual, especialistas no assunto evidenciam que o rendimento desses fundos imobiliários seguem atrativos aos investidores. Logo, o índice deste mercado não para de crescer.

Pensando nisso, a Fliper, plataforma de consolidação de investimentos, selecionou os 5 fundos imobiliários favoritos pelos investidores:

1 – Iridium Recebíveis Imobiliários (IRDM11)

Em primeiro lugar, tem o fundo Iridium Recebíveis Imobiliários, que é queridinho entres os investidores e vem superando sua performance nos últimos meses.

Em resumo, este fundo imobiliário é de papel, ou seja, investe em certificados de recebíveis imobiliários (CRIs). Isto é, títulos de renda fixa aplicados em créditos imobiliários e em outros fundos.

Além disso, esta aplicação íntegra investimentos como: Letras Imobiliárias Garantidas (LIGs), Letras de Crédito Imobiliário (LCIs), entre outros ativos ligados ao setor.

2 – XP Log (XPLG11)

Em seguida, vem o fundo de investimento imobiliário XP Log, que está sob gestão XP Vista e conta com mais de 260 mil cotistas. Portanto, ele visa alcançar ganhos por meio da aquisição e exploração comercial de empreendimentos no segmento de logística.

No entanto, este fundo detém uma grande diversificação aos investidores em seu setor, integrando empresas consolidadas como Leroy Merlin, DIA%, B2W, entre outras.

3 – CSHG Logística (HGLG11)

Em resumo, o CSHG Logística, guiado pelo Credit Suisse, também está entre os fundos favoritos e vem se superando em seus índices de performance.

Logo, este ativo tenciona explorar empreendimentos imobiliários direcionados em operações industriais e logísticas, através de aquisições de terrenos e imóveis. Sendo assim, detém 69,8% de seu patrimônio líquido investido em imóveis, 14,8% em renda fixa, 11,3% em FIIs e 3,8% em CRI.

Descubra os 3 fundos imobiliários mais recomendados para o mês de julho
Fundos imobiliários

4 – Maxi Renda (MXRF11)

O fundo de investimento imobiliário Maxi Renda, outro sob gestão da XP Vista, tem como intuito investir em ativos financeiros com foco no mercado imobiliário. Por exemplo, investimentos de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), debêntures, Letras de Crédito Imobiliário (LCI), entre outros.

Assim sendo, a maior parte de seus ativos são certificados recebíveis imobiliários, com 68% em seu portfólio, já em permutas financeiras, são 13%. Por outro lado, 14% é destinado ao caixa, e o restante vai para outros fundos imobiliários.

5 – XP Malls (XPML11)

Por fim, tem o XP Malls. identificado como fundo de investimentos de tijolo. Como seu nome já diz, é totalmente centralizado em propriedades de shopping centers e outlets. A propósito, um setor diretamente afetado pela pandemia da Covid-19.

Em suma, sua carteira imobiliária compõe 12 shopping centers no sudeste do Brasil e integra, majoritariamente, 89,8% em imóveis.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais