A companhia de alimentos BRF (BRFS3) vai abrir cerca de 3.400 postos de trabalho até o final deste ano em unidades operacionais e administrativas, informou a empresa nesta terça-feira (17), citando o aumento do consumo de alimentos no período.

Segundo a Reuters, os postos abrangem vagas fixas e temporárias nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, disse a BRF, que na semana passada reportou resultado acima do esperado no terceiro trimestre, impulsionado por forte desempenho no Brasil.

Frigorífico

BRFS3: Áreas

Conforme a companhia, haverá vagas em áreas como operação, agropecuária, logística, gestão, estratégia, inovação, qualidade, pesquisa e desenvolvimento, relações com investidores, sustentabilidade e tecnologia da informação.

“Para atender o maior consumo no final de ano, estamos com oportunidades de trabalho em todas as unidades produtivas”, disse em nota a diretora de Gente para Supply da BRF, Indiara Manfre.

 “A maioria é para cargos de entrada, pois priorizamos o desenvolvimento e encarreiramento de nossos colaboradores”, acrescentou.

Segmentos

Os segmentos de agronegócio e alimentos estão entre os menos afetados pela pandemia de Covid-19, classificados como áreas essenciais. A BRF disse que a abertura de vagas a coloca “na contramão da crise econômica, que originou cortes e demissões”.

Dívida corporativa

Há três semanas a BRF realizou emissão complementar de US$ 300 milhões em senior notes no mercado externo.

Tal como a emissão realizada em setembro, as notes recém-emitidas vencerão em 21 de setembro de 2050, remuneradas a uma taxa de 5,75% ao ano com juros pagos semestralmente, a partir de 21 de março de 2021.

A dona das marcas Sadia e Perdigão revelou que pretende utilizar os recursos líquidos obtidos com a oferta em propósitos corporativos gerais, o que pode incluir o pagamento de dívidas específicas.

 “Avançamos na gestão da estrutura de capital de nossa companhia. Esse passo representa mais uma demonstração de confiança do mercado na solidez da BRF e na nossa capacidade de execução”, ressaltou Carlos Moura, vice-presidente financeiro e de relações com investidores da BRF.

Veja BRFS3 na Bolsa:

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: