Bradesco (BBDC4) registra lucro líquido de R$ 5,974 bi e ações despencam

Banco avança cerca de 70,4% em comparação com o mesmo período de 2020, no entanto teve queda de 2,9% ante aos três meses anteriores

Na última terça-feira (3), o Bradesco (BBDC4) anunciou ao mercado seus resultados referentes ao segundo trimestre de 2021. Dessa forma, o lucro líquido contábil da instituição financeira ficou em R$ 5,974 bilhões.

Esse resultado é o equivalente a um avanço de 70,4% quando comparado com os números apresentados no mesmo período de 2020 (R$ 3,5 bilhões). No entanto, em relação ao primeiro trimestre de 2020 (R$ 6,515 bilhões), a queda é de 2,9%.

Números positivos

O lucro líquido recorrente do banco, que não aderiu a fatores inesperados no trimestre fiscal, chegou a um total de R$ 6,3 bilhões no segundo trimestre. O resultado ficou acima do apresentado no ano passado, cerca de R$ 3,873 bilhões.

Da mesma forma, a carteira de crédito expandida registrou R$ 726,5 bilhões. Isso é o equivalente a uma alta de 9,9% em 1 ano e de 3% no trimestre.

Portanto, vale a pena ressaltar a forte aceleração da carteira de pessoas físicas, junto com as operações de financiamento imobiliário, cartão de crédito e crédito consignado.

Bradesco (BBDC4) registra lucro líquido de R$ 5,974 bi; mesmo com lucro surpreendente, as ações do banco despecam
Agência Banco Bradesco

Bradesco em nota

O Bradesco informou em nota, que a retomada da atividade econômica no Brasil, assim como o crescimento dos negócios no segundo trimestre, foi crucial para o desempenho das receitas de prestação de serviços, que chegaram a R $8,4 bilhões.

De acordo com o banco, as receitas de cartões, conta corrente, consórcios e assessoria financeira, também se destacaram. Segundo a instituição financeira, elas “apresentaram crescimento em todos os períodos comparativos”.

Queda nas ações

Em contraste com os lucros altos, as ações do Bradesco lideraram as baixas do Ibovespa nesta quarta-feira (4). O ativo da instituição financeira estava sendo negociado a R$ 23,98, uma queda de 2,2%.

Em suma, o episódio é uma surpresa, uma vez que o banco apresentou no dia imediatamente anterior, um lucro líquido de R$ 6,319 bilhões no segundo trimestre, além de uma alta de 63,2% contra os R$ 3,873 obtidos em 2020.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais