Bitcoin emerge junto com projeto de legislação sobre criptomoedas nos Estados Unidos

O Congresso norte-americano pretende arrecadar US$ 28 bilhões através de transações com criptoativos

Na última segunda-feira (9), o Bitcoin deu um salto e saiu da maré de baixas a qual vinha enfrentando. Chegando aos US$ 46 mil, seu maior nível desde maio.

Junto com a alta, nesta terça-feira (10), ocorreu uma votação no Senado norte-americano a respeito do projeto de legislação do Bitcoin em território estadunidense. A medida prevê uma alteração sobre os requisitos de declaração de impostos para corretores e bolsas de criptomoedas.

Em suma, o Congresso pretende obter US$ 28 bilhões em receitas com as transações realizadas com criptoativos. O objetivo é usar o dinheiro com ajuda no pagamento dos US$ 550 bilhões com nova infraestrutura.

Defensores de criptoativos insatisfeitos

Os investidores e defensores do Bitcoin têm feito um forte movimento contrário ao projeto discutido no Senado. Isso porque, de acordo com eles, a linguagem do projeto não exclui mineradores e desenvolvedores de software da definição de corretores.

Portanto, essa definição poderia causar a emigração da indústria para locais offshore (nome comum dado às empresas e contas bancárias abertas em territórios onde há menor tributação para fins lícitos).

No entanto, acredita-se que a emenda será revisada. Dessa forma, o mercado vê sinais promissores que indicam uma grande proporção de aliados da indústria no Capitólio.

Bitcoin emerge junto com projeto de legislação sobre criptomoedas nos Estados Unidos
Ilustração Bitcoin nos EUA

Bitcoin Strategy ProFund (BTCFX)

O setor de criptomoedas tem ainda mais chances de subir com a comissão de valores mobiliários dos EUA (SEC). Recentemente, a agência aprovou o Bitcoin Strategy ProFund (BTCFX). Esse é o primeiro fundo de investimentos mútuo que investe no ativo.

Em suma, o presidente da SEC, Gary Gensler, sinalizou a abertura do ETF após seu discurso na semana passada. Com o lançamento, as empresas de fundos estão se movendo rapidamente. ProShares e Invesco já apresentaram planos com a SEC para lançar ETFs com base em bitcoins.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais