O Bitcoin caiu mais de 5% nesta sexta-feira (8), um dia depois de chegar a US $ 40 mil pela primeira vez.

Segundo a Reuters, a moeda digital mais popular do mundo caiu para $ 36.618,36 na bolsa Bitstamp, depois de atingir o máximo de $ 40.402,46 na sessão anterior.

Já o ethereum, uma criptomoeda rival, afundou mais de 10%, chegando a US $ 1.064,89.

O Bitcoin subiu mais de 700% desde a baixa de março. Chegou a $ 30.000 pela primeira vez em 2 de janeiro, depois de ultrapassar $ 20.000 em 16 de dezembro.

Os participantes do mercado alertaram sobre uma correção após o marco de $ 40.000 ter sido atingido.

Operações com criptoativos movimentam quase R $ 15 bi no Brasil em julho

Demanda

O aumento da demanda de investidores institucionais, corporativos e, mais recentemente, de varejo impulsionou o aumento do bitcoin, atraído pela perspectiva de ganhos rápidos em um mundo de rendimentos ultrabaixos e taxas de juros negativas.

Os estrategistas do JPMorgan escreveram em 5 de janeiro que a moeda digital emergiu como rival do ouro e pode ser negociada por até US $ 146.000 se for estabelecida como um ativo porto-seguro.

Ouro digital

O bitcoin se tornou um rival do ouro e pode ser negociado a até 146 mil dólares se conseguir se estabelecer como um ativo seguro, disse o banco de investimentos JPMorgan nesta terça-feira.

Segundo a Reuters, o interesse na mais importante criptomoeda do mundo disparou este ano, com investidores vendo o bitcoin como um hedge contra a inflação e uma alternativa ao dólar depreciado. O rali mais do que triplicou os preços do bitcoin nos últimos seis meses, atingindo o recorde de 34.800 dólares em 2 de janeiro.

“A competição do bitcoin com o ouro já começou”, disseram estrategistas do banco de Wall Street em relatório, citando as recentes saídas de 7 bilhões de dólares do ouro e entradas de mais de 3 bilhões de dólares no Grayscale Bitcoin Trust.

Criptomoedas: volatilidade

Isso poderia marcar uma nova era para a volátil moeda digital após anos como uma aposta de especuladores e investidores de varejo.

“Considerando o quão grande é o investimento financeiro em ouro, uma exclusão do ouro como moeda ‘alternativa’ implica uma grande vantagem para o bitcoin a longo prazo”, disse o JPM.

É provável que o bitcoin supere o ouro à medida que os jovens se tornam um componente mais importante do mercado de investimentos ao longo do tempo e dada sua preferência pelo “ouro digital” em relação ao ouro tradicional, acrescentou o JPM.

Capitalização

Com uma capitalização de mercado de 575 bilhões de dólares, o preço do bitcoin precisa de um salto de quase cinco vezes para 146 mil dólares corresponder ao valor do capital privado mantido em barras de ouro, moedas ou fundos negociados em bolsa, acrescentou a nota do banco.

Estrategistas da JPM disseram que o lado positivo está condicionado à volatilidade do bitcoin convergindo com a do ouro no longo prazo.

  • Só clique aqui se já for investidor
Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: