Os volumes de negócios em grandes bolsas de criptomoedas atingiram um recorde diário de 68,3 bilhões de dólares na segunda-feira (4), segundo levantamento divulgado nesta terça-feira (5) pela CryptoCompare. Os volumes em 2020 foram de 13,1 bilhões.

Segundo a Reuters, o volume tem sido impulsionado pelo forte rali do bitcoin, que no domingo atingiu recorde de 34.800 dólares, ampliando um rali que fez a moeda quadruplicar de valor no ano passado. Na segunda-feira, a moeda digital teve forte queda antes de recuperar perda em meio à volatilidade em mercados altamente alavancados.

Bitcoin supera US$20.000 pela 1ª vez na história impulsionado pela alta procura

Criptommoedas

Nesta terça-feira (5) a criptomoeda era negociada a 32.180 dólares, em alta de 0,4%, às 11h57 (horário de Brasília).

Investidores institucionais estão avaliando que o bitcoin pode atuar como uma proteção contra inflação em meio à farta liquidez distribuída por bancos centrais e governos que tentam se recuperar da pandemia de Covid-19.

Criptomoedas: ouro digital

O bitcoin se tornou um rival do ouro e pode ser negociado a até 146 mil dólares se conseguir se estabelecer como um ativo seguro, disse o banco de investimentos JPMorgan nesta terça-feira.

Segundo a Reuters, o interesse na mais importante criptomoeda do mundo disparou este ano, com investidores vendo o bitcoin como um hedge contra a inflação e uma alternativa ao dólar depreciado. O rali mais do que triplicou os preços do bitcoin nos últimos seis meses, atingindo o recorde de 34.800 dólares em 2 de janeiro.

“A competição do bitcoin com o ouro já começou”, disseram estrategistas do banco de Wall Street em relatório, citando as recentes saídas de 7 bilhões de dólares do ouro e entradas de mais de 3 bilhões de dólares no Grayscale Bitcoin Trust.

Criptomoedas: volatilidade

Isso poderia marcar uma nova era para a volátil moeda digital após anos como uma aposta de especuladores e investidores de varejo.

“Considerando o quão grande é o investimento financeiro em ouro, uma exclusão do ouro como moeda ‘alternativa’ implica uma grande vantagem para o bitcoin a longo prazo”, disse o JPM.

É provável que o bitcoin supere o ouro à medida que os jovens se tornam um componente mais importante do mercado de investimentos ao longo do tempo e dada sua preferência pelo “ouro digital” em relação ao ouro tradicional, acrescentou o JPM.

Capitalização

Com uma capitalização de mercado de 575 bilhões de dólares, o preço do bitcoin precisa de um salto de quase cinco vezes para 146 mil dólares corresponder ao valor do capital privado mantido em barras de ouro, moedas ou fundos negociados em bolsa, acrescentou a nota do banco.

Estrategistas da JPM disseram que o lado positivo está condicionado à volatilidade do bitcoin convergindo com a do ouro no longo prazo.

JPM

Embora os analistas do JPM veja, a possibilidade de uma “moda especulativa” impulsionar o bitcoin para entre 50.000 e 100.000 dólares, eles advertiram que tais níveis se mostrariam insustentáveis até que seus níveis de volatilidade se esgotem.

“Observamos que o espetacular rali do bitcoin das últimas semanas moveu o bitcoin para um território mais desafiador, não apenas em termos de seu cenário de posicionamento, mas também em termos de sua avaliação”, disse o banco.

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: