BB Seguridade (BBSE3) fecha lucro do segundo trimestre com baixa de 23% e anuncia pagamento de dividendos

Em comparação com os R$ 977 milhões registrados em 2020, o lucro ficou em R$ 753,702 bilhão

A BB Seguridade (BBSE3) informou, nesta segunda-feira (2), seu lucro no segundo trimestre de 2021. Os resultados apontaram um ganho 23,2% menor em comparação com o que foi apresentado no mesmo período do ano passado.

Dessa forma, o lucro ficou em R$ 753,702 bilhão, uma queda de 22,9% na comparação com o primeiro trimestre de 2021.

De acordo com a BB Seguridade, mesmo com um desempenho positivo no segmento de distribuição, principalmente com a BB Corretora, o agravamento da pandemia se sobressaiu, junto com a volatilidade do resultado financeiro. Dessa forma, o impacto negativo foi maior no resultado das demais linhas.

Crescimento menor

Após a divulgação dos resultados, a BB Seguridade cortou pela metade a projeção de crescimento esperado para o resultado operacional não decorrente de juros.

A princípio, a seguradora aguardava um resultado operacional de 8% a 13% para 2021. No entanto, depois de informar um crescimento de 3,1% no primeiro semestre, a empresa diminuiu suas expectativas para cerca de 1% a 6%.

Em suma, o resultado financeiro consolidado da BB Seguridade, assim como de suas investidas, acabou sendo negativo, chegando a R$ 102 milhões no segundo trimestre. Vale lembrar que as somas do ano passado tinham ficado positivas, com cerca de R$ 65 milhões no primeiro trimestre e R$ 119 milhões no segundo trimestre de 2020.

BB Seguridade (BBSE3) fecha lucro do segundo trimestre com baixa de 23% e anuncia pagamento de dividendos
Logo da BB Seguridade

Dividendos milionários

A empresa também anunciou um pagamento milionário de dividendos. No total, serão R$ 1,04 bilhão pagos aos acionistas, referentes ao resultado do primeiro semestre de 2021, além dos dividendos prescritos do segundo trimestre de 2017.

De acordo com a seguradora, esse valor é o equivalente a R$0,52087499717 por ação. Os dividendos vão ser remunerados no dia 23 de agosto. O pagamento terá como base a posição acionária de 11 de agosto, ou seja, tem direito a receber os acionistas que entrarem na ação até esta data.

Dessa forma, aqueles que tiverem direito ao pagamento receberão o crédito em conta corrente ou poupança, na instituição financeira indicada.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais