A Airbnb precificou sua oferta inicial de ações a 68 dólares por papel nesta quarta-feira (9), acima de sua faixa estimada de preço, para levantar cerca de 3,5 bilhões de dólares, de acordo com uma pessoa a par do assunto.

A companhia planejava vender cerca de 51 milhões de ações entre 56 e 60 dólares cada, sendo que essa faixa já havia sido elevada da meta anterior de 44 a 50 dólares por ação.

O IPO dá à empresa norte-americana de aluguel de residências Airbnb uma avaliação totalmente diluída de 47,3 bilhões de dólares.

Invepar desiste de venda de fatia no aeroporto de Guarulhos

Sem fins lucrativos

O Airbnb anunciou o lançamento do Airbnb.org, uma organização sem fins lucrativos, dedicado a oferecer estadias temporárias gratuitas para pessoas em tempos de crise. Os primeiros que poderão usufruir das hospedagens serão os profissionais da saúde que lutam contra a propagação do novo coronavírus. Para isso, a empresa fechou parceria com a Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (IFRC) e a Community Organized Relief Effort (CORE).

A inspiração para o Airbnb.org não começou agora, mas sim em 2012, quando uma anfitriã chamada Shell abriu as portas de sua casa para as pessoas afetadas pelo furacão Sandy — ciclone tropical que afetou Bahamas, Cuba, Haiti, Jamaica, República Dominicana, e alguns estados da costa leste dos Estados Unidos.

Isso marcou o início de um programa que permite aos anfitriões do Airbnb oferecer estadias para aqueles que mais precisam. Desde então, a ação evoluiu para se concentrar na resposta a desastres e apoiar os deslocados, os trabalhadores humanitários, os refugiados e os médicos que lutam contra a propagação do vírus. Mais de 100 mil anfitriões se ofereceram para abrir as portas de suas casas, ofertando acomodação para 75 mil pessoas.

https://youtu.be/On4ykhh2m9k
Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: