Devido ao fim do horário de verão nos Estados Unidos em 1º de novembro, os horários de negociação dos mercados brasileiros da Bolsa (B3) serão alterados a partir de 3 de novembro, conforme ofícios divulgados pela empresa.

Segundo o Valor Econômico, o mercado de ações à vista, por exemplo, terá pré-abertura entre 9h45 e 10h, enquanto a negociação fica das 10h até as 17h55. Já o call de fechamento ocorre das 17h55 às 18h.

A partir de 3 de novembro, também serão alterados os horários de encerramento da negociação dos contratos futuros e de opções, bem como das operações estruturadas referenciados em dólar comercial e dos contratos futuros referenciados nos Índices Bovespa (Ibovespa) e Brasil-50 (IBrX-50).

Os contratos futuros de Ibovespa, assim como o futuro mini de Ibovespa, terão negociação das 9h às 18h25 com call eletrônico às 18h25. Já os futuros de dólar, assim como o futuro mini de dólar, terão negociação entre 9h e 18h30.

Bolsa

ETF de Ibovespa do BB DTVM

A B3 passa a negociar o segundo ETF da BB DTVM – gestora de fundos de investimento do Banco do Brasil – em seu ambiente.

O produto, que tem como código de negociação BBOV11, terá como referência o Ibovespa. Ao adquirir as cotas do ETF, o investidor, indiretamente, passa a deter todas as ações que compõem a carteira teórica do índice de referência.

Para Mario Palhares, diretor de Produtos Listados da B3 “com a diversificação da carteira do ETF, o risco é minimizado. Além disso, a praticidade de investimento com baixa aplicação inicial e a transparência na negociação realizada em bolsa, chama a atenção do investidor para o produto”

Bolsa

Líder de mercado, a BB DTVM possui patrimônio líquido superior a R$ 1,15 trilhão sob gestão, conforme ranking de gestão de fundos de investimento de agosto de 2020, divulgado pela Anbima.

Para Carlos André, presidente da BB DTVM “lançamos o BB ETF Ibovespa com a melhor taxa de administração do mercado. É mais uma iniciativa em linha com nosso compromisso de promover a diversificação e assim melhorar continuamente a jornada dos investidores”, aponta.

O ETF traz uma série de vantagens aos investidores, como: liquidez, uma vez que conta com formadores de mercado e é negociado em bolsa, sendo comprado e vendido como se fosse uma ação; diversificação, com apenas uma transação o ETF proporciona o investimento em uma cesta de ativos; e transparência, com divulgação diária da composição da carteira do índice e formação de preço em bolsa.

Veja B3SA3 na Bolsa:

Bolsa Brasileira
Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: