O Inter (BIDI11), banco digital, informou por meio de relatório que fechou 2020 com 8,5 milhões de correntistas. O documento foi encaminhado ao mercado na noite desta quinta-feira (7).

O volume diz respeito à prévia operacional e aponta crescimento de 108% ante 2019. A instituição informa ainda que encerrou o ano passado com 4,5 milhões de novas contas abertas, um crescimento de 69,3% em relação a 2019.

Já o aplicativo do banco ultrapassou 269 milhões de acessos no quarto trimestre de 2020, com cerca de 790 milhões de logins ao longo de todo o ano.

Inter Asset lança seu primeiro fundo de ações com aportes a partir de R$ 100

Movimentação

Conforme o banco, foram movimentados R$ 7,3 bilhões em cartões no último trimestre, o que representa uma alta de 154% ante o mesmo período de 2019, e um total de R$ 18,2 bilhões no acumulado do ano, avanço de 119% na comparação ano a ano.

Quanto a originação de crédito, o Inter chegou a R$ 3,6 bilhões no quarto trimestre do ano passado, reportando um crescimento anual superior a 160%. Em 2020, a produção atingiu cerca de R$ 9 bilhões, 107% superior ao ano anterior.

GMV

O balancete traz ainda o GMV que diz respeito ao Volume Geral de Vendas e informa que foram movimentados R$ 632,4 milhões entre outubro e dezembro de 2020, ou seja, um avanço de 1.535% quando comparado ao primeiro trimestre de 2020 e de 68% em relação ao terceiro trimestre.

O banco

Banco Inter, antigo Banco Intermedium, é um banco múltiplo brasileiro sediado na cidade de Belo Horizonte. Caracteriza-se por ser um dos primeiros bancos digitais do Brasil, e pela ausência de taxas sobre serviços básicos. Atualmente é patrocinador-master do São Paulo Futebol Clube.

Veja BIDI11 na Bolsa:

  • Só clique aqui se já for investidor
Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: