O BTG Pactual (BPAC11) lançou nesta segunda-feira (14) seu banco digital para varejo BTG +, com contas correntes gratuitas e cartões de crédito sem tarifas.

Com isso, a instituição financeira dá a largada para oferecer ao mercado um produto que faça frente ao Nubank, que também coloca à disposição de sua clientela cartões com taxa zero.

 Segundo a Reuters, a nova unidade será comandada pelo sócio do BTG Rodrigo Cury.

Conforme os executivos, a ideia foi ventilada em maio do ano passado, principalmente por conta do segmento altamente concentrado.

BTG (BPAC11) registra queda de 4% no lucro do 2TRI

BPAC11: clientes internos

De acordo com a empresa, os serviços bancários serão oferecidos apenas para clientes da plataforma de investimento do BTG, mas o banco planeja atrair não clientes a partir de janeiro de 2021.

A instituição financeira estima que o segmento de varejo seja responsável por metade do lucro líquido do banco daqui a cinco anos, mas não forneceu uma projeção para o número de clientes.

As units do BTG subiam 2,6% por volta do meio-dia, após o anúncio.

https://www.youtube.com/watch?v=nyDGgz1Dwfg

Nubank

Cofundadora do Nubank, Cristina Junqueira disse que a instituição financeira não se conforma com o volume de pessoas que aplica seu dinheiro na poupança.

Segundo ela,e sta foi a razão que fez o Nubank adquirir, semana passada, a corretora Easynvest, além de outros motivos.

“Muitos planetas se alinharam para essa aquisição se viabilizar”, disse ao e-Investidor. Com a operação, a maior fintech brasileira, que tem hoje quase 30 milhões de clientes, avança para o mercado de investimentos, uma demanda antiga da companhia.

“Investimento é algo que a gente sempre quis fazer, mas não tinha capacidade. Um pouco da decisão vem desse ambiente de juros muito baixos e dos brasileiros cada vez mais procurando opções de diversificação”, diz a executiva.

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: